Mateus é alvo de duas investigações no âmbito do Ministério Público do Trabalho e do Maranhão

0
489

Investigação busca reparos a danos a clientes e trabalhadores

A promotora de justiça de Defesa do Consumidor de São Luís, Lítia Cavalcanti, do Ministério Público do Maranhão, instaurou inquérito civil nesta segunda-feira (05) para investigar o acidente ocorrido, sexta-feira (02) em uma das lojas do Grupo Mateus, em São Luís. O objetivo é buscar reparo aos consumidores que teria sido vítimas desta ocorrência.

“Existe uma situação grave, uma negligência absurda da rede de supermercados. Na área cível, a responsabilidade da empresa é objetiva. Vamos ouvir as vítimas, testemunhas e os representantes da rede” afirmou Lítia Cavalcanti.

Ela destacou a importância da prevenção. “O Ministério Público vai solicitar ao Corpo de Bombeiros para que verifique as condições das prateleiras nos supermercados que adotam essa modalidade. Precisamos verificar se há alguma normativa a respeito do uso de empilhadeiras durante o horário de atendimento ao público. Essa situação não garante a segurança do consumidor, tanto que houve esse desabamento”.

Trabalho – Por outro lado, o Ministério Público do Trabalho do Maranhão (MPT-MA) informou, sábado (03), que irá instaurar um inquérito civil para apurar as causas do desabamento de prateleiras no supermercado de atacarejo Mix Mateus, em São Luís, no Maranhão.

Em nota, o MPT informou que “enviará esforços para que ocorra o cumprimento rigoroso das normas de saúde e segurança de trabalho.” Além disso, o órgão afirmou que “se solidariza com familiares e amigos das vítimas e reforça seu compromisso de atuar na defesa dos direitos trabalhistas e na garantia de um meio ambiente de trabalho seguro e saudável.”

(Com informações do MPM e CNN)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação