Para Carlos Lula, “espuma” da Mirante é sinal de que a campanha começou, e não vai derrubá-lo

0
784
Carlos Lula em convenção partidária na cidade de Coroatá, admite que campanha contribuiu para aumento da pandemia

Secretário de Saúde critica emissora que destacou sua participação em convenções partidárias, sem máscaras e sem distanciamento social

AQUILES EMIR

Ao que parece, a boa convivência do auge da pandemia de coronavírus entre a Secretaria Estadual da Saúde e o Sistema Mirante de Comunicação trincou. Desde segunda-feira (14), a emissora dos Sarney vem dando ampla cobertura à presença do secretário Carlos Lula em convenções partidárias, onde foi visto sem máscaras e sem distanciamento social, fatos que foram repetidos nesta quarta-feira (16) no Bom Dia Brasil, da Rede Globo.

O secretário, que havia informado ter ficado sem máscaras na convenção do PT em Coroatá somente enquanto discursou, chamou de “espuma” a cobertura da Mirante. Quanto à sua presença no evento, as imagens mostram ele sem máscaras, cantando, dançando e se abraçando com pessoas que estavam no palanque.

Lula é presidente do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Saúde (CONASS) e sempre criticou o presidente Jair Bolsonaro por estimular não uso de máscaras por provocar aglomerações – em churrasquinhos, farmácias e padarias – sem o o adereço. Neste fim de semana, além do evento de Coroatá, ele esteve na convenção do PCdoB, em São Luís, que reuniu mais de 2 mil pessoas no Ginásio Costa Rodrigues.

Carlos Lula: candidato do partido do governador Flávio Dino só tem um, e é  Rubens Jr - JOÃO FILHO
Carlos Lula na convenção do PCdoB, já de máscara

Reação – Nas redes sociais, o secretário disse nesta quarta que a competência de fiscalizar convenções de partido é do Ministério Público Eleitoral (MPE) e que a Justiça Eleitoral é que aplica as punições a infratores.

Na sua conta no Twitter, Carlos Lula fez três postagem nesta quarta, para tratar do assunto.

Na primeira, ele aborda as cobranças que vem recebendo. “Muitos têm me indagado sobre quem teria competência para fiscalizar os atos de campanha eleitoral que promovam descumprimento de normas de proteção contra ao covide-19”.

Ele mesmo responde: “Em resposta. Atuaremos na campanha? Sim. Inclusive atendendo recomendação do TRE e da Procuradoria Regional Eleitoral, publicaremos normativo sobre atos de campanha.

Na terceira, ele ataca a Mirante, sem citar seu nome: “Quanto à espuma recente de certa emissora e seus aliados, infelizmente, apenas a prova que a campanha realmente começou. Se enganam achando que vão me afastar”.

Vale ressaltar que nos momentos mais difíceis da pandemia, Carlos Lula era presença constante no jornalismo das emissoras do Sistema Mirante, chegando até a dar a ela um tratamento diferenciamento em relação a outros veículos de comunicação.

Além dele, o governador Flávio Dino também era presença constante, e nas suas coletivas sempre dava mais cinco participação aos jornalistas da Mirante, enquanto para outras, quando muito, uma.

Pelas palavras de Carlos Lula, a relação voltou a azedar, assim como antes de 2014.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação