Presidente da MOB vai prestar esclarecimentos na Assembleia sobre os serviços do ferry-boat

0
302

Usuários do sistema de transporte têm reclamado da precariedade do serviço

O deputado estadual Neto Evangelista apresentou nesta terça-feira (17), à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, requerimento convidando o presidente da Agência de Mobilidade Urbana (MOB), Celso Henrique Rodrigues Borgneth, para prestar esclarecimentos sobre o funcionamento do sistema de travessia de veículos e passageiros, no trecho Ponta da Madeira – Cujupe – Ponta da Madeira.
“Tenho acompanhado de perto a situação desse sistema de transporte. Nunca foi um sistema bom e agora, depois que o estado tomou conta de um serviço que era pra ele apenas fiscalizar e fazer acontecer o contrato feito junto a ele [Estado], está péssimo. Ou seja, fizeram intervenção em uma empresa, ela tinha três ferry boats funcionando depois que foi pra mão do estado já colocou tudo no prego. A Servi-Porto hoje não tem um ferry boat funcionando”, disse Neto.
O parlamentar destacou ainda que a população fez protesto no terminal da Ponta Espera, em São Luís e no terminal do Cujupe, em Alcantâra. “Não dá pra população ser tratada dessa forma. Precisa se chegar a uma solução para entregar um serviço de qualidade”, completou.
De acordo com o requerimento, também serão convidados representantes da secretaria de Infraestrutura, do Ministério Público do Consumidor, das empresas Servi Porto e |Internacional, das cooperativas e associações de transporte autônomo e da Famem, representando os municípios da baixada.
Neto ressaltou por fim que, se os parlamentares aprovarem o requerimento, dialogará com as partes a partir do convite. “Caso isso não seja respeitado podemos fazer uma convocação, e posteriormente, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). O Fato é que precisamos dá uma resposta as pessoas que usam esses serviços”, finalizou Neto Evangelista.

Reforço – Os deputados Wellington do Curso (PSC), Yglésio Moysés (PSB) e Hélio Soares (PL) também ocuparam a tribuna para reivindicar medidas emergenciais que solucionem os graves problemas no sistema de ferryboat, utilizado para a travessia na Baía de São Marcos ao Porto do Cujupe. .

No Pequeno Expediente, o deputado Wellington do Curso iniciou seu discurso denunciando a situação “caótica” em que se encontra o transporte aquaviário, segundo ele. “Nós já havíamos denunciado que somente três ferryboats estavam funcionando e, na última semana, mais um parou. Logo, apenas dois estão operando. Na manhã desta terça-feira, o caos se instalou”, frisou o parlamentar.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação