Demitido do Moto, Marcinho Guerreiro assume time do Imperatriz no lugar de Vinícius Saldanha

0
928

Responsáveis pelas duas melhores campanha no Campeonato Maranhense deste ano, Marcinho Guerreiro (Moto Club) e Vinícius Saldanha (Imperatriz) receberam notícia desagradável para um Dia do Trabalho. Nesta terça-feira (1°), o Moto anunciou a demissão do seu treinador e chamou o português Luís Miguel, o mesmo ocorrendo em Imperatriz, para onde foi levado o demitido pelo Moto e Saldanha ficou desempregado.

Vinicius Saldanha assumiu o Cavalo de Aço na quarta rodada do Estadual e levou a equipe ao vice-campeonato. Em dez partidas, somando o Campeonato Maranhense e Série D do Campeonato Brasileiro, teve cinco vitórias, três empate e duas derrotas, um aproveitamento de 60%, o que não foi suficiente para sua manutenção à frente da equipe.

Guerreiro, por outro lado, que está à frente do Moto desde 2017, quando o time estava em situação complicada na Série C, pediu demissão por conta de salários atrasados, já que não recebe desde janeiro e nesta terça-feira o presidente, Natanael Júnior, aceitou  pedido.

Além de Marcinho, segue para o Imperatriz o preparador físico Fábio Nogueira, e já começam a trabalhar nesta quarta-feira (02) com vistas ao jogo de domingo contra o Guarani de Juazeiro.

O Cavalo de Aço é terceiro colocado do Grupo A6 com dois pontos e zero gol marcado em duas rodadas. A mesma pontuação, mas com três tentos anotados, tem o Belo Jardim, de Pernambuco, que é o vice-líder.

Com quatro pontos, o América de Natal aparece na liderança, enquanto o Guarani de Juazeiro (Ceará) é o lanterna com apenas um ponto. Vale destacar que somente os líderes mais os 15 melhores segundos avançam à fase do mata-mata.

(Com dados do Futebol do Interior e foto de Lucas Almeida/L17 Comunicação)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação