Max Barros reúne bloco independente para definir CPI da Saúde

0
480

O líder do Bloco Independente na Assembleia Legislativa, Max Barros (PRP), defendeu, nesta quinta-feira (22), o direito do deputado Wellington do Curso de apresentar uma proposta para criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que terá como finalidade tratar da Saúde no Maranhão, mas ponderou que quando já existe investigação do Ministério Público, da Polícia Federal, e sendo a Assembleia uma casa política, há possibilidade de haver uma politização dos trabalhos no parlamento.

Ele definiu para a próxima semana uma reunião com todos os membros do Bloco, a fim de discutirem a proposta de CPI do deputado Wellington e se, possível, tomarem uma posição uniforme.

Max Barros ressaltou a legitimidade do deputado Wellington do Curso (PP) em solicitar a abertura de uma CPI, levando-se em consideração os últimos acontecimentos ocorridos no estado. Depois, ele afirmou que este é um momento para que a Casa avalie a necessidade da instalação desta Comissão.

O deputado pontuou, porém, que, em função dos problemas existentes nas políticas de Saúde do Maranhão – que é evidenciado pelas filas existentes nos hospitais, precariedade dos serviços, hospitais no interior do estado com falta de financiamento, além de possíveis irregularidades praticadas por OSCIP`s, conforme aponta a Polícia Federal – talvez este seja o momento da Assembleia Legislativa do Maranhão, através de uma CPI, discutir esses problemas com profundidade, com o objetivo de, buscando a verdade, identificar os problemas, sugerir soluções, e propor Leis que corrijam as distorções existentes e melhorem a Saúde de nosso estado. E, se for o caso, identificar possíveis responsáveis.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação