Ministério do Desenvolvimento Regional abre inscrições para contratar engenheiros e arquitetos

0
897

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) recebeu autorização para contratar 249 profissionais que irão integrar quadros técnicos da Pasta por tempo determinado. Serão preenchidas vagas para engenheiros, arquitetos e analistas administrativos. O objetivo é atender à necessidade temporária e excepcional de interesse público, de acordo com a Lei n. 8.745/1993, para reforçar a equipe de elaboração de projetos e acompanhamento de obras.

Os interessados têm até o próximo dia 9 para efetuar suas inscrições. A admissão dos profissionais será feita por meio de chamamento público e processo seletivo simplificado. As vagas serão destinadas a aposentados do Regime Próprio de Previdência Social da União. A contratação terá vigência de até dois anos.

“Esse chamamento público permitirá que reforcemos o quadro do MDR para atender à demanda que temos atualmente. Isso vai garantir mais celeridade à análise e acompanhamento de processos e obras públicas sob supervisão do Ministério, possibilitando que as ações sejam aplicadas de forma mais efetiva e alcancem seu objetivo principal: beneficiar a população”, afirma o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

O processo seletivo ocorrerá conforme o seguinte cronograma:

ETAPA

PERÍODO

Período de inscrição

3 a 9/6/2020

Divulgação da lista de inscritos

10/6/2020

Análise das inscrições

10 a 15/6/2020

Divulgação do resultado preliminar

16/6/2020

Período de interposição de recursos contra resultado preliminar

16 e 17/6/2020

Análise dos recursos

18 e 19/6/2020

Divulgação do resultado dos recursos

22/6/2020

Homologação do resultado final e convocação para assinatura do contrato

22/6/2020

Período de assinatura do contrato

22 a 26/6/2020

 

Contratos – Serão contratados 144 engenheiros, além de arquitetos – oito vagas são destinadas a pessoas com deficiência. A maior parte dos profissionais, 119, atuará no Distrito Federal. Outros 16 deles desempenharão atividades nos estados do Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, sendo quatro para cada unidade federativa. Outras nove posições serão preenchidas para atuação na Bahia, Ceará e Minas Gerais – três por Unidade Federativa.

Os engenheiros exercerão atividades de planejamento, coordenação e elaboração de projetos e relatórios de obras públicas em geral.

Também há 105 vagas para analistas administrativos, com seis voltadas para pessoas com deficiência. Todas as oportunidades são para atuação no Distrito Federal.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação