Ministros nomeados por Lula abrem duas vagas para suplentes do Maranhão no Congresso Nacional

71

Ao todo serão convocados 13 substitutos de deputados e senadores 

A posse de novos ministros do governo de Luiz Inácio Lula da Silva abrirá 13 vagas – oito de deputados e cinco de senadores – no Congresso Nacional na próxima legislatura. Como os titulares podem se licenciar dos mandatos para exercerem a função de ministro de Estado, eles tomarão posse como parlamentares no dia 1º de fevereiro e, em seguida, vão oficializar a licença de suas Casas legislativas e assim abrir caminho para os suplentes assumirem temporariamente as vagas.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB-MA), dará lugar no Senado a Ana Paula Lobato (foto principal), também do PSB. A suplente é prefeita do município de Pinheiro (MA). Ana Paula, 38 anos, é enfermeira e presidente do Grupo de Esposas de Deputados do Estado do Maranhão (Gedema).

Câmara dos Deputados –  Dr. Benjamim (União-MA) assumirá no lugar de Juscelino Filho, do mesmo partido, escolhido para ministro das Comunicações. Ele concorreu ao cargo de prefeito de Açailândia (MA) por duas vezes, em 2016 e em 2020. Médico gastroenterologista, tem 49 anos, se autodeclara pardo e nasceu em Planalto (PR).

A maranhense Sônia Guajajara (PSOL-SP), que assume o recém-criado Ministério dos Povos Indígenas,  não abre vaga a políticos do seu estado, por ter sido eleita em São Paulo.

Ela será substituída Luciana Cavalcante, que é professora e supervisora escolar da rede municipal de São Paulo, Luciana é advogada e pesquisadora em Direito Educacional. Nascida na capital paulista, tem 43 anos e se autodeclara branca.

(Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui