MOB encomenda novo projeto para obras de requalificação da Litorânea e Holandeses

0
1342

AQUILES EMIR

Um novo projeto sobre a readequação das avenidas dos Holandeses e Litorânea foi encomendado pela Agência de Mobilidade Urbana (MOB), que promete iniciar as obras no segundo trimestre de 2018. Em entrevista ao jornalista Rogério Silva, da Rádio São Luís AM, nesta sexta-feira (17), o presidente da agência, Lawrence Melo Pereira,  disse que o novo estudo é para evitar improvisações, pois trata-se de uma intervenção que vai alterar a vida de uma boa parcela da população, que reside ao longo dessas vias ou delas se utiliza para sua locomoção diária.

Este é o terceiro projeto para as obras dessas vias. Na administração de Roseana Sarney (PMDB), foi contratado um, que foi descartado pelo atual governo, que alegou uma série de falhas e gastos desnecessários para sua execução, por isto com a criação da MOB, seu ex-presidente, Arthur Cabral, tratou de encomendar um novo, mas como já houve troca de comando na agência o contratado pelo presidente anterior também não serve mais.

De acordo com o projeto deixado por Arthur Cabral, as duas avenidas serão transformadas em sentido único. A Holandeses será um corredor no sentido centro-bairro, enquanto a Litorânea servirá fará para o sentido inverso, sendo que a grande dúvida é como uma pessoa que trabalha ou mora num das avenidas fará o trajeto até seu local, já que entre ambas há um imenso vazio, sem serviços de transporte público.

Lawrence Pereira disse que com as readequações, será criado um sistema BRT, com ônibus acoplados, que vai possibilitar o transporte de um maior número de pessoas, além de ciclovias, pistas de cooper etc.

Comércio – O anúncio da contratação de um novo projeto para a Holandeses preocupa os comerciantes da área, pois a cada dia aumentam os engarrafamentos, o que estaria contribuindo para afastar clientes, principalmente na parte compreendida entre as rotatórias do quartel da Polícia Militar e do Golden Shopping.

Segundo o diretor comercial do Grupo Luz, Ângelo Gusmão, que tem uma revendedora de automóveis entre as duas rotatórias, a Gran Car (Peugeot e Citröen), a Prefeitura ou Governo do Estado deveria providenciar uma alternativa até a execução das obras, com um novo tipo de sinalização para facilitar o fluxo de veículos, pois do contrário os congestionamentos vão inviabilizar o comércio de boa parte do Calhau.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação