Morte do jornalista Cunha Santos repercute nos meios jornalístico e político

0
397

 Aos 68 anos, ele foi vítima de insuficiência respiratória

A morte do jornalista Jonaval Medeiros da Cunha Santos Filho, mais conhecido como Cunha Santos, teve ampla repercussão no meio político, jornalístico e intelectual. Ele faleceu numa Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro do Vinhais, para onde foi levado após sofrer insuficiência respiratórios.

Além do Sindicato dos Jornalistas, a Assembleia Legislativa e a Câmara Municipal de São Luis também expediram nota de pesar, que seguem abaixo:

SINDICATO DOS JORNALISTAS

NOTA DE PESAR

Com muita tristeza comunicamos o falecimento do jornalista, poeta e escritor Jonaval Medeiros da Cunha Santos Filho, 68 anos, ocorrido no final da manhã deste 20 de outubro – Dia do Poeta, vítima de parada cardíaca. A Comunicação do Maranhão, com o desenlace de CUNHA SANTOS, perde um dos seus grandes expoentes contemporâneos, cronista por excelência, autor de várias obras e brilhante jornalista. O Sindjor-Slz, manifesta profundo pesar e envia suas condolências aos amigos e família do extinto companheiro.

A Diretoria

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

A Assembleia Legislativa do Maranhão lamenta, profundamente, o falecimento do jornalista, poeta e escritor Cunha Santos, 68 anos, ocorrido na manhã desta quarta-feira (20), em São Luís. Ele deixa uma imensa lacuna na imprensa maranhense com o seu reconhecido talento.

Autor de vários livros, Jonaval Cunha Santos notabilizou-se na imprensa maranhense com passagem em diversos jornais. Atuou na assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa, onde também presidiu o Comitê de Imprensa da Casa em diferentes gestões. Atualmente, era assessor da Secretaria de Segurança do Estado.

Neste momento de profunda dor, a Assembleia Legislativa presta condolências e solidariza-se com familiares e amigos de Cunha Santos, para que superem a dor da imensurável perda.

Deputado Othelino Neto
Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão

Edwin Jinkings
Diretor de Comunicação Social da Assembleia

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS

O jornalista trabalhou no Departamento de Comunicação da Câmara Municipal

A Câmara Municipal de São Luís vem, através desta, manifestar profundo pesar pelo falecimento do jornalista e escritor Cunha Santos, na manhã desta quarta-feira (20), em São Luís.

Ele tinha 68 anos de idade e foi internado às pressas na madrugada desta terça-feira (19), na UPA do Vinhas, com insuficiência respiratória ocasionada por um edema pulmonar.

Jonaval Medeiros da Cunha Santos Filho, nascido em Codó em 10 de novembro de 1952, era jornalista, poeta e escritor. Vencedor de concursos literários no Maranhão, é autor de diversos livros entre eles “Meu Calendário em Pedaços”, “Paquito, o Anjo Doido” e “Comunidade Rubra”.

O jornalista trabalhou no Departamento de Comunicação da Câmara Municipal de São Luís, foi editorialista do Jornal Pequeno e mantinha um Blog desde 2009.

A Casa se solidariza com a família e amigos. Também reconhece o relevante trabalho desenvolvido por Cunha Santos, em sua atuação como jornalista, blogueiro e com sua produção literária.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação