Moto e Maranhão estreiam neste domingo na Série D do Campeonato Brasileiro

0
708

A Série D do Campeonato Brasileiro começa neste domingo (12) com mudanças importantes na edição 2016. Com o objetivo de integrar cada vez mais clubes ao calendário anual das competições, 28 agremiações foram incorporadas ao torneio deste ano. Assim, a Série D passa a ser disputada com 68 times.

O Maranhão será representado na competição pelo Moto Club (foto), campeão maranhense de 2016, e o Maranhão Atlético Clube, ambos da capital. Neste domingo, o Moto vai a Macapá, onde estreia contra o Santos, enquanto o Maranhão recebe em São Luís o Altos do Piauí.

Destacando a importância da novidade na Série D, o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, falou sobre a organização da competição. “O novo formato permitirá uma integração ainda maior a partir desta edição, com representação de todos os estados. E a CBF continuará custeando integralmente os gastos da organização, como arbitragem, logística e alimentação. Acreditamos que a mudança torna a competição mais democrática e dará possibilidade de crescimento a clubes e jovens talentos brasileiros”.

Atualmente, a CBF organiza 14 competições ao longo do ano, com investimentos diretos e indiretos no futebol brasileiro chegando a 335 milhões/ano, ou seja, cerca de 75% de sua despesa, conforme balanço patrimonial.

Formato de disputa – Com a novidade, o sistema de disputa foi alterado para 17 grupos de quatro clubes cada, com jogos de ida e volta. Classificam-se para a segunda fase os primeiros de cada grupo e os 15 melhores segundos colocados, totalizando 32 clubes. A partir da segunda fase, a competição será disputada através do sistema mata-mata até a sua conclusão.

 

Para se chegar ao novo número de clubes, todas as Federações foram contempladas com uma vaga a mais. Os critérios tiveram como base o Ranking Nacional das Federações (RNF) 2016. (Veja as informações completas nos anexos desta matéria)

Assim, a nova distribuição será a seguinte: São Paulo terá quatro times; Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Goiás e Bahia contarão com três; os demais estados terão dois representantes cada. Os quatro times rebaixados da Série C – Madureira-RJ, Águia de Marabá-PA, Icasa-CE e Caxias-RS – completam a relação dos 68 clubes.

Confira abaixo os clubes que disputarão a Série D deste ano, divididos por região:

  • Região Norte: Acre: Atlético Acreano e Rio Branco; Rondônia: Genus e Rondoniense; Roraima: Baré e Náutico; Amapá: Santos e Trem; Amazonas: Nacional e Princesa do Solimões; Pará: São Francisco, São Raimundo e Águia de Marabá; Tocantins: Tocantinópolis e Palmas.
  • Região Nordeste: Pernambuco: Central, América e Serra Talhada; Bahia: Galícia, Juazeirense e Fluminense de Feira; Sergipe: Sergipe e Itabaiana
  • Rio Grande do Norte: Globo e Potiguar; Ceará: Guarani, Icasa e Uniclinic; Alagoas: CSA e Murici; Piauí: Altos e Parnahyba; Maranhão: Maranhão e Moto Club; Paraíba: Campinense e Sousa.
  • Região Centro-Oeste: Distrito Federal: Ceilândia e Luziânia; Goiás: Anápolis, Aparecidense e Goianésia; Mato Grosso: Araguaia e Sinop; Mato Grosso do Sul: Comercial e Sete de Setembro.
  • Região Sudeste: São Paulo: Audax, Ituano, Linense e São Bento; Rio de Janeiro: Boavista, Madureira, Portuguesa e Volta Redonda; Minas Gerais: Caldense, URT e Villa Nova; Espírito Santo: Desportiva e Espírito Santo
  • Região Sul: Rio Grande do Sul: Novo Hamburgo, São José e São Paulo; Paraná: J.Malucelli, Maringá e PSTC; Santa Catarina: Brusque, Inter de Lages e Metropolitano;
Compartilhe