Moto estreia na Série D do Brasileiro contra Atlético Roraima e Maranhão pega Altos do Piauí

0
428

O Moto Club estreia na Série D do Campeonato Brasileiro deste ano, dia 04 (sábado) ou 05 (domingo) de maio, em Porto Velho (RO) contra o Atlético Roraima. Num dos dois dias, o Maranhão recebe, no Estádio Castelão, em São Luís, o Altos do Piauí.

Na última sexta-feira (1º) a Diretoria de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) publicou os documentos técnicos da competição, contendo Regulamento Específico, Tabela Básica e Plano Geral de Ação. A competição tem início previamente marcado para o dia 4 de maio (sábado), contudo, os confrontos ainda não estão definidos em suas datas, horários e locais.

O sistema de disputa não sofreu nenhuma alteração, sendo realizado em seis fases distintas. Na primeira, os 68 clubes formarão 17 grupos de 4 clubes cada, de onde se classificarão 32 clubes para a fase seguinte: os primeiros colocados de cada grupo mais os 15 melhores segundos colocados. Daí em diante os clubes se enfrentarão no sistema eliminatório até ser conhecido o campeão. Confira abaixo mais alguns detalhes do regulamento e também no documento em anexo.

Os critérios técnicos de participação dos clubes no Campeonato:

  • Ter sofrido descenso no Campeonato Brasileiro da Série C 2018;
  • Ter obtido a primeira ou segunda classificação no Campeonato Estadual de 2018, uma vez excluídos os clubes já pertencentes às séries A, B e C em 2019;
  • Ter obtido a terceira classificação no Campeonato Estadual, uma vez excluídos os clubes já pertencentes às séries A, B e C; esse critério é restrito às Federações posicionadas de um a nove no RNF 2019.
  • Ter obtido a quarta classificação no Campeonato Estadual, uma vez excluídos os clubes já pertencentes às séries A, B e C; esse critério é restrito à Federação posicionada como primeira no RNF 2019.

Disposição Financeira – De acordo com a CBF, para os jogos desta competição, o preço mínimo do ingresso será de R$ 10,00 (dez reais).

Os clubes farão jus aos seguintes benefícios de ordem financeira:

  • Passagens aéreas para as delegações dos clubes, limitadas a 25 (vinte e cinco) pessoas por delegação, para distâncias acima de 700km;
  • Passagens rodoviárias ou aluguel de ônibus para as delegações dos clubes para distâncias de até 700km, inclusive;
  • Cobertura das despesas de hospedagem e alimentação, limitadas a 25 (vinte e cinco) pessoas por delegação;
  • Despesas com taxas de arbitragem e exames antidoping custeadas pela CBF.

(Com informações da CBF)

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação