Moto perde para Imperatriz e agora precisa de uma vitória em casa para continuar na Série D

0
405

Num jogo truncado e muito disputado, o Imperatriz fez o dever de casa e venceu o Moto Club por 2 a 1 na partida de ida das oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro, realizada neste sábado (16), no estádio Frei Epifânio, na cidade de Imperatriz. Como o gol fora de casa não é critério de desempate, o Moto precisa vencer por um gol de diferença o jogo do próximo domingo (24), em São Luís, para levar a partida aos pênaltis e por dois ou mais gols para se classificar direto e se manter na competição.

Os primeiros minutos foram de muito estudo e com estratégias claras de ambas as equipes. Jogando diante de sua torcida, o Imperatriz buscava tomar a iniciativa. O Moto Club, porém, nã dava espaços e fazia uma marcação muito boa.

Aos 15 minutos, o Moto aproveitou passe errado de Daniel Barros e puxou um contra-ataque. O jogador do Imperatriz, porém, se recuperou e ele mesmo fez o corte. Minutos depois, o próprio Daniel Barros arriscou um chute que levou muito perigo.

Melhor no jogo, o Imperatriz chegou ao gol aos 25 minutos. O lateral Renan fez bela jogada individual e chutou forte para marcar um golaço e dar mais tranquilidade aos donos casa. O time poderia ter ampliado aos 31 minutos, quando Kaká, aproveitando falha da zaga, ficou cara a cara com o goleiro, mas chutou muito alto.

Apesar da pressão no final do primeiro tempo do Imperatriz, foi o Moto Club quem fez o gol. Aos 41 minutos, Chico Bala colocou a bola na área e, aproveitando fraca marcação da zaga, Ricardo Maranhão desvia para empatar.

Na volta do segundo tempo, foi o Moto Club quem voltou melhor, exigindo logo nos primeiros lances duas grandes defesas do goleiro Jean. Na primeira, defendeu um belo chute de Doda e na segunda segurou a cabeçada de Ramon.

Depois disso, o Imperatriz tentou colocar seu ritmo novamente no jogo e ter mais paciência. Isso fez com que o equilíbrio voltasse e não demorou muito para o clube da casa voltar a frente do placar.

Aos 15 minutos, Kaká fez bela jogada e chutou cruzado. A bola não iria para o gol, mas Adauto estava atento e chegou para completar. Aos 34 minutos, quase o terceiro. Depois de boa jogada iniciada por Adauto, a bola chega para Renan, que aciona Kanu na área. Ele cabeceia muito bem, mas a bola para na trave. A partir daí, o jogo se acalmou e nenhum das equipes conseguiu alterar o placar.

Os times:

Imperatriz – Jean; Gabriel, André Penalva, Maycon e Renan; Cloves, Daniel Barros, Derley; Wanderley (Adauto), Kaká (Lucas) e Jefferson Kanu (Zé Neto).Técnico: Marcinho Guerreiro

Moto – Rodrigo Ramos; Diego Renan, Ramón, Wanderson e Chico Bala; Rafael Santos, Doda (Vitor Salvador), Betão e Everlan; Ricardo Maranhão e Márcio Diogo (Rayron). Técnico: Luís Miguel

(Com dados de Futebol do Interior)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação