Motos e comerciais leves têm resultado positivo e elevam média do setor em abril

0
34
Novas regras para o trânsito são aprovadas pelo Sena (foto Agência São Luís)

Motocicletas e comerciais leves têm resultado positivo

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgou, nesta terça-feira (04), os dados de emplacamentos de veículos, em abril e no primeiro quadrimestre do ano de 2021, considerando todos os segmentos automotivos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros).

O setor, em geral, teve aumento de 6,73% nos emplacamentos de veículos, em abril/2021 (20 dias úteis), totalizando 288.098 unidades, contra 269.927, registradas em março/2021 (23 dias úteis). Esse saldo positivo pode ser atribuído ao desempenho de vendas de motocicletas, que cresceram 52,03%, em abril.

Na comparação entre os meses de abril de 2021 e 2020 houve crescimento de 221,29%. “Devemos considerar que abril do ano passado foi o pior momento da pandemia, quando apenas 89.668 veículos foram comercializados. Naquela oportunidade, muitas concessionárias estavam com seus showrooms fechados, por decretos estaduais e municipais, e as redes de concessionárias estavam se adaptando às vendas não presenciais, que hoje ocorrem com mais normalidade”, esclarece Assumpção Júnior.

No ranking histórico, desde 1957, o mês de abril/2021 está na 12ª posição e o 1º. quadrimestre de 2021 ocupa a 13ª posição. Acumulado do quadrimestre e projeções Os resultados do 1º. Quadrimestre de 2021 mostraram aumento de 15,39% sobre igual período de 2020.

“Com base nesse percentual, que está muito próximo das projeções iniciais que a Fenabrave havia feito, em janeiro, para todo o ano de 2021 (crescimento de 16%, para o setor), decidimos ainda não revisar as projeções. Acreditamos que se a produção de veículos for regularizada e houver avanço na vacinação contra a Covid-19, a economia também irá reagir melhor e, com ela, os índices de confiança, empregos, renda e, consequentemente, os resultados do nosso setor”, acredita o Presidente da Fenabrave.

Acompanhe o desempenho de cada segmento automotivo:

Automóveis e comerciais leves – Os segmentos de Automóveis e Comerciais Leves apresentaram queda de 7,45% em abril de 2021 (163.902 unidades emplacadas), se comparados com março de 2021 (177.097 unidades).

Já com relação a abril de 2020, houve crescimento de 219,22% e, na comparação entre o 1º. quadrimestre de 2020 e 2021, o acumulado deste ano apresentou crescimento de 13,34% sobre o do ano passado.

Os estoques seguem restritos à média de 14 dias de vendas, o que significa metade do volume considerado normal, pelas Concessionárias.

O crédito, para financiamentos, embora mais seletivo, continua com uma boa oferta, e a aprovação se mantém em 6,7 fichas aprovadas para cada 10 enviadas. No ranking histórico, o mês de abril de 2021 está na 13ª posição e, no acumulado do ano, na 11ª colocação.

Caminhões – Com a falta de produtos, para atender a demanda, as vendas de Caminhões tiveram queda de 9,06% em abril, totalizando 9.818 unidades licenciadas, contra 10.796 em março deste ano.

Sobre abril de 2020, o resultado mostrou recuperação de 151,61% e, considerando a comparação do 1º. Quadrimestre, o acumulado deste ano teve aumento de 47,62% sobre igual período do ano passado.

Ônibus – O mercado de Ônibus emplacou 1.400 unidades, o que significa queda de 6,67% sobre março, quando foram emplacados 1.500 ônibus. Mas, sobre abril de 2020, quando foram negociadas 460 unidades, houve aumento de 204,35%. Com a retração do mercado, no acumulado de 2021 foram emplacados 5.652 Ônibus, numa queda de 1,77%, na comparação com igual período de 2020 (5.754 unidades).

Motocicletas – Como já mencionado, em abril/2021, o segmento de Motocicletas registrou 94.696 unidades emplacadas, o que significa uma alta de 52,03% sobre março (62.286 unidades). Considerando a comparação com abril de 2020 (28.255 motos licenciadas), houve um crescimento de 235,15%.

No acumulado 2021, os emplacamentos de Motocicletas somaram 300.243 unidades, um resultado que, se comparado às 275.175 unidades, comercializadas em igual período de 2020, demonstra uma alta de 9,11%.

O crédito para o financiamento de motocicletas está favorável, com a aprovação de 4,7 propostas para cada 10 enviadas aos bancos. No ranking histórico de motos, o mês de abril de 2021 está na 10ª colocação e, no acumulado do ano, na 15ª posição.

Acompanhe, abaixo, a tabela com os dados de desempenho do mercado de veículos novos:

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui