MRE da China diz que balão que sobrevoou EUA era para pesquisa meteorológica e pede ‘calma’

65

Chancelaria chinesa afirmou que balão era usado para pesquisas

Nesta sexta-feira (03), o Ministério das Relações Exteriores da China informou que o “balão” chinês que foi notado pelo Pentágono ontem (2) sobrevoando o território norte-americano trata-se de um dirigível civil usado para pesquisas científicas, que se desviou de seu curso devido ao vento.

“O dirigível é da China. É um dirigível civil usado para fins de pesquisa, principalmente meteorológicos. Afetado pelos Westerlies e com capacidade limitada de autodireção, o dirigível se desviou muito de seu curso planejado. O lado chinês lamenta a entrada não intencional do dirigível no espaço aéreo dos EUA devido a força maior”, disse o ministério em um comunicado.

A porta-voz do MRE chinês, Mao Ning, disse que não tinha informações sobre a viagem. Mas ela disse que a China “não tem intenção de violar o território e o espaço aéreo de qualquer país soberano” e pediu calma enquanto os fatos são apurados.

Na quinta-feira (02), o Departamento de Defesa dos EUA detectou um balão de vigilância de alta altitude, especificando que o objeto estava viajando a uma altitude bem acima do tráfego aéreo comercial e não representava nenhuma ameaça. O secretário de imprensa do Pentágono, Patrick Ryder, disse que Washington tinha “alta confiança” de que se tratava de um balão espião chinês.

O Pentágono decidiu não abater o balão, que estava potencialmente sobrevoando locais sensíveis, por medo de ferir pessoas no solo.

A situação do balão aumenta as preocupações de segurança nacional entre os legisladores americanos sobre a influência da China nos EUA, desde a prevalência do imensamente popular aplicativo de smartphone TikTok até a compra de terras agrícolas americanas.

(Agência Sputnik)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui