Putin alertou a Finlândia que é “um erro” acabar com sua neutralidade e se juntar à OTAN

0
232

Declarações ocorrem no momento em que o país nórdico se prepara para formalizar sua candidatura à aliança militar

O presidente russo, Vladimir Putin , alertou hoje o seu homólogo finlandês, Sauli Niinistö , que “é um erro” pôr fim à sua política de neutralidade, numa altura em que o país nórdico se prepara para formalizar a sua candidatura à adesão à OTAN como consequência da guerra na Ucrânia.

“Putin enfatizou que acabar com a política tradicional de neutralidade militar seria um erro, já que não há ameaça à segurança da Finlândia”, disse o Kremlin em comunicado sobre a conversa telefônica entre os dois líderes.

O texto sublinhou que esta mudança na política externa “pode ​​influenciar negativamente as relações russo-finlandesas, que durante muitos anos foram caracterizadas por um espírito de boa vizinhança e cooperação entre parceiros, e tiveram um aspecto mutuamente benéfico”.

Segundo o Kremlin, a conversa foi “franca” e caracterizada pela “troca de pontos de vista francos”, informou a agência de notícias Europa Press.

“Em particular, Putin compartilhou sua visão do processo de negociação entre as delegações russa e ucraniana, que foi praticamente congelado por Kiev, que não mostra interesse em um diálogo sério e construtivo”, disse o comunicado.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação