Na estreia na terceira fase da Copa do Brasil, Sampaio fica num empate de 0 X 0 com a Ponte Preta

0
389

O Sampaio não passou de um empate m 0 X 0 com a Ponte Preta no jogo realizado em Campinas (SP). Das partidas iniciadas às 19h30 nas outras quatro jogos, os mandantes levaram a melhor: Em São Paulo venceu o CRB de Alagoas por 2 a 0; Bragantino bateu o Vitória da Bahia por 1 a 0; Goiás superou o Coritiba; e o Náutico abriu 2 a 1 no confronto com o Cuiabá.

Jogando no Morumbi, o São Paulo, após o pênalti desperdiçado por Cueva aos oito minutos do primeiro tempo, não se abateu e manteve o domínio da partida contra o CRB no Morumbi. Com mais volume de jogo, o Tricolor impôs o ritmo e abriu o placar aos 34 minutos com Valdívia. Aos 41, Militão invadiu a área em velocidade, recebeu de Cueva e ampliou, 2 a 0. A superioridade paulista continuou na etapa final, mas a vantagem permaneceu em 2 a 0.

No Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o Bragantino saiu na frente do confronto com o Vitória. O gol do triunfo saiu aos 38 minutos do primeiro tempo. Matheus Peixoto aproveitou falta cobrada na área para subir mais que a zaga e estufar as redes: 1 a 0.

No Serra Dourada, em Goiânia, Goiás e Coritiba passaram em branco no primeiro tempo. Na volta do intervalo, Esmeraldino balançou as redes aos oito minutos. Após passe de Maranhão, Jefferson tocou na saída do goleiro Wilson e garantiu a festa da torcida goiana: 1 a 0.

No duelo entre Náutico e Cuiabá, as redes da Arena Pernambuco também só balançaram na etapa final. Com um jogador a mais, após a expulsão de Marcelo Xavier, o Timbu abriu o marcador aos 12 minutos. Oportunista, Ortigoza pegou a sobra dentro da área e não perdoou: 1 a 0. Aos 22, os visitantes reagiram e deixaram tudo igual com Doda. Aos 32, Tharcysio recolocou os mandantes na frente e garantiu o triunfo pernambucano: 2 a 1.

No Moisés Lucarelli, o equilíbrio marcou o primeiro duelo entre Ponte Preta e Sampaio Corrêa. Apesar das chances de gol criadas pelas duas equipes, os ataques passaram em branco, e o placar permaneceu inalterado até o apito final. Como na atual edição da Copa do Brasil não há o critério de desempate do gol marcado fora de casa, qualquer empate na volta leva a decisão da vaga para os pênaltis.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação