Medida de Carlos Brandão é mais vantajosa para o Estado do que baixar ICMS da gasolina

0
197

Com imposto menor, estado arrecadaria menos de R$ 1,00 

AQUILES EMIR

A medida anunciada pelo governador Carlos Brandão (PSB) para baixar o preço da gasolina, adotando o preço de referência menor em vez de reduzir o ICMS, como vem adotando na maioria dos estados, é mais vantajosa para o governo. Brandão já se posicionou contra um imposto menor, porém a pressão sobre ele é grande, até porque poucos estados ainda resistem na manutenção das alíquotas acima de 17%.

Em postagem nas redes sociais, no último sábado (02), o governador comunicou a redução do valor do “novo preço médio” em 21,30% e com isto o valor sobre o qual se calcula o imposto ficou em R$ 4,65, conforme Ato Cotepe divulgado pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

https://twitter.com/carlosbrandaoma/status/1543232001846697984?s=20&t=gI0R1_kc3OZq9w6J-V_2vg

Mantendo a mesma alíquota de 30,5% (imposto mais contribuição ao Fundo Maranhense de Combate à Pobreza – Fumacop), já que gasolina é considerado no Maranhão produto supérfluo, o governo arrecada sobre cada litro de gasolina, R$ 1,41. Se resolvesse manter o preço a R$ 5,64 sobre o qual fez a dedução de 21,30%, e aplicasse um ICMS de 17%, o estado levaria R$ 0,95 de cada litro, ou seja, uma diferença de R$ 0,46.

Saiba como ficou o preço médio em cada estado:

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação