Maranhão deve produzir no próximo ano 16,7 mil toneladas de açúcar e 192,4 milhões de litros de álcool

0
346

Aumento da produção deu-se com ampliação da área plantada e melhor produtividade

AQUILES EMIR

O Maranhão deverá registrar um aumento de 12,7% na colheita de cana de açúcar na safra 2020/21, segundo estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Serão 2,640 milhões de toneladas contra 2,343 milhões da safra anterior.

O desempenho decorre do aumento da área plantada, que chegou a 34,7 mil hectares contra 34,1 mil da safra anterior, isto é, 1,8% a mais. Quanto à produtividade, ela deve variar 10,7%, pois chegou a 76.151 quilos por hectare contra 68.773 da safra passada.

De acordo com a estatal, na região Nordeste, a estimativa é de mais uma safra com aumento na área em produção, com exceção de Pernambuco e da Paraíba, porém os demais estados produtores devem ter aumento na área colhida, fazendo com que a estimativa regional chegue a 851 mil hectares, sendo 0,8% superior a 2019/20.

Quanto à produção, para esta temporada, a projeção é que sejam colhidas 54,449,8 milhões de toneladas na região, indicando aumento de 3%
em comparação ao que foi produzido no exercício passado.

Apesar do aumento da colheita, o Maranhão deverá ter uma redução na produção de açúcar, que será de 16,7 mil toneladas, 28,4% a menos do que a produção com a safra passada, que foi de 23,3 mil toneladas e isto se deve porque houve uma destinação menor de cana, 130,3 mil, contra 179,6 mil da última colheita, o que corresponde a -27,5%.

Já com relação ao volume destinado à fabricação de etanol, houve um aumento de 16,0%, pois passou de 2,163 milhões para 2,510 milhões, o que possibilitará uma produção de 192,404 milhões de litros, 14,5% mais do obtido com a safra passada, que foi de 168,061 milhões, e isto representa um aumento absoluto de 24,343 milhões de litros.

Desse volume de etanol, 165,715 milhões de litros serão de álcool anidro, 23,4 milhões de litros a mais do que a produção anterior, que foi de 142,2 milhões de litros (16,5% a mais). A produção de álcool hidratado será de 26,686 milhões de litros, 873 mil a mais que a produção anterior, que foi de 25,813 milhões de litros, isto é, 3,4%.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação