Em menos de três meses, Maranhão registra R$ 4,712 bilhões em pagamento de impostos

0
658

O Maranhão atingiu neste quinta-feira (05) a marca de R$ 4,712 bilhões de impostos – federais, estaduais e municipais – arrecadados desde 1º de janeiro, enquanto em São Luís a marca foi de R$ 166,9 milhões. Os números são do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo, que estima para esta sexta (06) o país atingir a marca dos R$ 500 bilhões até às 08h20, três dias antes na comparação com 2019.

De acordo com a contagem até às 18h30 desta quinta, o volume de impostos pagos pelos maranhenses foi de R$ 4.712.975.035,69. Considerando-se apenas a capital, o volume de impostos pagos pela população de São Luís foi de R$ 166.948.245,37. O volume arrecadado no Brasil R$ 496.528.805.225,92.

No quadro abaixo, é possível verificar que a arrecadação em 2020 está acelerando na comparação com 2019.

Marcas (bilhões)

Data 2019

Data 2020

R$ 100

13/01

12/01

R$ 200

25/01

24/01

R$ 300

07/02

05/02

R$ 400

22/02

20/02

R$ 500

09/03

06/03

 

Segundo Emilio Alfieri, economista da ACSP, o aumento na arrecadação pode ser visto de forma positiva, uma vez que não houve elevação das alíquotas. Outro aspecto positivo é que o déficit público vem caindo: está em 0,7%, em janeiro, enquanto no ano passado estava em 1,2%.

“O que acontecia anteriormente é que aumentava a arrecadação, mas o gasto do governo, e o déficit, também crescia”, analisa Alfieri. “Mas agora não está assim, a arrecadação está aumentando e o gasto, caindo. Isso mostra que a política econômica está no rumo certo”, continua.

No entanto, ainda segundo o economista, o cenário político atual está atrapalhando a retomada do crescimento, que poderia ser ainda mais acentuada se as reformas administrativas, e outras necessidades em discussão no Congresso, já tivessem sido implantadas.

“Neste aspecto, preocupa a desarmonia entre os poderes está atrapalhando este processo de aprovação das medidas que são necessárias para que a economia cresça de forma mais consistente”, conclui o economista.

Série Histórica Impostômetro: 

2014 R$ 1.913.945.777.706.00
2015 R$ 1.992.868.462.040,52
2016 R$ 2.004.536.531.089,32
2017 R$ 2.172.053.819.242,78
2018 R$ 2.388.541.448.792,42
2019 R$ 2.504.853.948.529,48

 

Sobre o Impostômetro: O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade. Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista. Outros municípios e capitais se espelharam na iniciativa e instalaram seus painéis. No portal www.impostometro.com.br é possível visualizar valores arrecadados por período, estado, município e categoria.

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui