Nenhuma novidade declaração de José Sarney de que votará em Lula

25

GIRO ECONÔMICO

Lula e Sarney juntos há vinte anos

Apesar de alguns se dizerem surpresos com a manifestação do ex-presidente José Sarney de que votará no também ex-presidente Lula no próximo domingo (30), quando a disputa presidencial será definida, para quem acompanha a movimentação dos dois políticos nas últimas duas décadas compreende como perfeitamente normal essa declaração, que não precisava nem ser dita, pois claro estava para quem era a preferência do cacique maranhense.

Aproximados desde 2002, após romper com o governo de Fernando Henrique Cardoso por conta da candidatura de José Serra à sucessão presidencial, Sarney e Lula nunca mais se desgarraram e a amizade entre eles chegou ao ponto de o petista ter chamado o amigo de uma pessoa acima do normal.

Lula nunca deixou de apoiar os Sarney desde a aproximação em 2002

Nem mesmo quando o seu partido estava inclinado para outra direção, Lula ousou ir na contramão de Sarney na política maranhense. Em 2006, apoiou Roseana ao Governo do Estado contra Jackson Lago, que era mais próximo da esquerda; em 2010, depois da cassação de Jackson, declarou e pediu votos novamente para Roseana, desta vez contra Flávio Dino (seu maior maior defensor no estado) e em 2014 foi para o rádio e a televisão pedir votos a Lobão Filho novamente contra Flávio Dino.

Ir para o lado de Lula contra Jair Bolsonaro, de quem nunca foi simpático, é, portanto, mais do que natural. Resta saber se esta declaração, mesmo tendo peso na coleção de apoios ao petista, resultará em votos, já que pouco restou do grupo que por muitos anos ele liderou na política do Maranhão.

Sarney, diz que toma essa atitude em defesa da democracia, já que enxerga no outro candidato ameaça de autoritarismo, pregação que há quatro se faz sem nenhum sinal de que isto em alguma momento esteve em jogo.

É a política!

Visita à ETE do Anil

O governador Carlos Brandão realizará nesta quarta-feira (26), às 09h, vistoria técnica na obra da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Anil, que terá capacidade para fazer o tratamento de 100 litros de esgoto por segundo (360 m³/h), impedindo o despejo do efluente na bacia do Rio Anil.

A obra representa um grande avanço na ampliação do sistema de esgotamento sanitário de São Luís e vai contribuir decisivamente para a salubridade ambiental da Ilha, e também para conclusão das obras do PAC-1 e PAC-2 (Bacanga, Vinhais e São Francisco).

A estrutura da ETE Anil – cujos investimentos são na ordem de R$ 38 milhões (29,8 milhões da União e 8,7 milhões da Caema/Estado) – garantirá benefícios sociais e de saúde pública para mais de 56 mil pessoas de 12 bairros de São Luís, aliados a outras ações de melhorias estruturais implementadas pela Companhia de Saneamento Ambiental no Estado.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Surpresa,foi ele fazer todo aquele discurso do politicamente corretto, atacando o Presidente Bolsonaro e, nenhuma fala sobre os malfeitos do lula, sinal claro de que não é só a massa do povo manipulado que acredita que lula é inocente. Só lamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui