Netafim promove viagem a Israel para ampliar conhecimento sobre irrigação

16

Foram selecionados parceiros em diferentes regiões 

No deserto de Negev, em Israel, foi criada a técnica de irrigação por gotejamento, há mais de 50 anos, pela Netafim. Através da revolucionária maneira de irrigar, as regiões áridas foram transformadas em lavouras de alta produtividade e pomares repletos de frutas. Hoje, além de atender 90% da demanda de alimentos, Israel é exemplo e reutiliza 85% da água. A empresa, que atua em mais de 110 países, chegou ao Brasil na década de 1990.

Para reconhecer o desempenho e conhecer de perto o berço dessa descoberta e as inovações do setor, a Netafim Brasil selecionou 20 distribuidores parceiros que se destacaram em diferentes regiões do Brasil. Eles comercializam projetos e produtos de irrigação para agricultores de pequeno, médio e grande portes, nas mais variadas culturas.

Entre os dias 21 e 28 de outubro, o grupo visitou a unidade da Netafim localizada no Kibbutz Hatzerim, que é considerado o local da descoberta e desenvolvimento da irrigação por gotejamento.

Além de conhecer a história, eles acompanharam o dia a dia de um Kibbutz, que são pequenas comunidades economicamente autônomas com base em trabalho agrícola ou agroindustrial, caracterizadas por uma organização igualitária e democrática, obtida pela propriedade coletiva dos meios de produção e da administração conduzida por todos os seus integrantes em assembleias gerais regulares.

“No Kibbutz se trabalha sempre para desenvolver e aprimorar a tecnologia de irrigação localizada, buscando soluções inovadoras e sustentáveis que possibilitem elevar os níveis de rentabilidade dos agricultores através do uso de água, nutrientes e energia de maneira sustentável”, explicou Elon Svicero, Diretor Comercial da Netafim que acompanhou o grupo no tour.

Eles visitaram um sistema de irrigação por gotejamento na produção de jojoba para extração de óleos, exportados para diversos países do mundo. Isso em quase 800 hectares, no deserto de Negev onde o volume anual de chuvas é de cerca de 50 a 100 mm.

Eles também visitaram o Kibbutz de Magal, que abriga um parque tecnológico de pesquisa onde os distribuidores puderam conhecer algumas das inovações que estão por vir. “Vimos um novo sistema de irrigação para proteção à geada, soluções de alto nível tecnológico de automação para campo aberto e estufas. São lançamentos que podemos esperar para o final de 2023”, contou Ettore Vanzetti, gerente de distribuição da Netafim que também fez parte do time de colaboradores que participaram da viagem.

Também aconteceram visitas com o time de desenvolvimento agronômico em fazendas de citros irrigadas que produzem para exportação e mercado interno, possibilitando acessar os mercados mais exigentes com a irrigação impulsionando produtividade, qualidade e padronização de frutos. Além disso, aconteceram reuniões com representantes de startups do agronegócio do país.

“Aliás, Israel é considerado o segundo país em inovação, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Nossos parceiros tiveram a oportunidade de conhecer novas soluções para antigos problemas de água através do uso de imagens e softwares que, juntos, trazem novas perspectivas para o agronegócio global”, explicou Svicero.

O diretor contou ainda que os técnicos da Netafim estavam sempre disponíveis durante a viagem para fazer a demonstração prática e esclarecer as dúvidas.

Ainda na unidade de produção da Netafim em Magal, eles acompanharam o processo de produção de tubos gotejadores e a aplicação do extenso portfólio da empresa em uma área experimental de produção a céu aberto e, também, de cultivo protegido. “Conhecer tecnicamente a aplicação dos produtos da empresa em diferentes situações e culturas é fundamental para aplicar essas tecnologias localmente e com precisão”, disse Svicero.

Aproveitando a viagem, a Netafim organizou uma agenda que contemplasse o aumento do conhecimento e, também temas ligados à história e religiosidade de Israel. “Trazer conhecimento e inovação em irrigação para os agricultores era a principal busca desse grupo”, finalizou Svicero.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui