Presidente do Iphan é apontada como alternativa para sucessão em São Luís

0
1652

AQUILES EMIR

O nome da presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, seria a grande novidade na disputa de 2020 pela Prefeitura de São Luís. A menção foi feita nesta quarta-feira (26) pelo deputado federal Hildo Rocha, pretenso candidato a presidente da executiva estadual do MDB, para quem a executiva demonstrou nestes dois anos e meio estar preparada para exercer qualquer atividade, tanto em nível estadual quanto nacional, e poderia prestar um grande serviços à capital maranhense.

Segundo Hildo, não se trata de uma antecipação de candidatura, pois nem sabe se ela tem filiação partidária ou inclinação para esse tipo de disputa, porém lembra que vários nomes saídos de fora da política tradicional já deram grande exemplos de que podem fazer a diferença na gestão pública e um dos melhores exemplos é João Dória (PSDB), empresário do ramo de comunicação, lançado pelo ex-governador paulista Geraldo Alckmin para a Prefeitura de São Paulo e seu trabalho foi tão reconhecido que ganhou a confiança para ser o governador do estado.

De acordo com Hildo, quando exerceu o cargo e superintendente do Iphan no Maranhão, Kátia Bogéa foi incompreendida por alguns segmentos pela maneira como atuava em defesa da preservação do patrimônio histórico da capital, porém o que se percebe hoje é que, graças a ela, São Luís conseguiu manter o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, conferido pela Unesco, pois não permitiu que o seu casario colonial fosse alterado.

Ainda segundo o deputado, ao chegar à presidência do Iphan, ela conseguiu destravar diversos projetos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas e destinar para São Luís recursos que resultaram, até aqui, na revitalização das praças Deodoro e Panteon, bem como iniciar uma das mais antigas reivindicações dos comerciantes locais: a recuperação da Rua Grande, principal via do comércio, que foram inauguradas no último fim de semana.O parlamentar estaca ainda como realizações de Kátia Bogéa, a revitalização da Praça da Sereia na Pedro II, a viabilização do Centro Cultural Vale, na Praia Grande, “e ainda está deixando diversas outras obras para serem executadas no próximo governo”.

Resultado de imagem para katia bogea.deodoro
Kátia Bogéa, ao lado de Edivaldo Holanda Júnior, entregando parte da revitalização da Rua Grande

Segundo Hildo, hoje ela é uma pessoa admirada não só no Maranhão, mas em todo o Brasil, não só pela competência, mas seriedade com administra. Um dos exemplos disso, foi não se curvar às pressões do então ministro Gedel Vieira Lima, que chegou a ameaçá-la de demissão caso não autorizasse uma obra no Pelourinho de Salvador (BA) e ela manteve sua convicação e quem acabou caindo foi o então ministro, hoje preso por corrupção.

O deputado não tem dúvida de que a presidente do Iphan seria uma boa gestora da capital e, pela sua visão e o trânsito que tem dentro e fora do Brasil, colocaria São Luís numa outra dimensão, transformando-a num grande destino turístico. Ele diz que ela tem ainda a visão e sensibilidade de como recuperar áreas degradadas na periferia da cidade e transformá-las em locais adequados para moradia, empreendedorismo etc, bem como socorrer os mais necessitados.

Embora seja político, Hildo Rocha entende que há uma grande carência de líderes com autoridade para gerir a coisa pública, com pensamento no futuro e não apenas debatendo questiúnculas políticas, e dentre as poucas alternativas que restam o nome de Kátia Bogéa seria o grande, segundo ele, o grande diferencial para daqui a dois anos. Ele diz que não teria a menor dificuldade, caso presidisse uma legenda, em apontar o seu nome para governar a capital.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação