Nota de Mercado de Trabalho repercute crescimento do número de empregos formais no Maranhão

60

Em janeiro foram gerados mais de 900 empregos formais

Dados divulgados nesta sexta-feira (17), por meio da Nota de Mercado de Trabalho Formal Maranhense apontam que o mês de janeiro foi positivo para os trabalhadores maranhenses. Os números são com base no Cadastro Geral de Empregados e Desemprefados (Novo Caged).

A publicação mensal é do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), autarquia vinculada à Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan), mostrou que janeiro do ano passado superou o deste ano na abertura de vagas. Foram 982 admissões líquidas, a segunda maior alta do Nordeste.

Os municípios de Balsas, Santo Antônio dos Lopes, Igarapé do Meio, Grajaú e São Luís apresentaram os melhores resultados na geração de empregos com 291, 164, 129, 110 e 95 novos vínculos, respectivamente.

Os maiores números de contratações por agrupamentos foram na Agropecuária (+561 vínculos), Serviços (+500 vínculos), Indústria (+251 vínculos) e Comércio (+192 vínculos). Já na Construção, houve redução de 522 vínculos.

“A geração de vagas na Agropecuária foi oriunda principalmente da atividade de cultivo de soja, que exibiu 171 admissões líquidas no primeiro mês do ano. Já o desempenho do setor de Serviços foi impulsionado, sobretudo, pela Atividade de Vigilância e Segurança Privada que apresentou saldo de 193 empregos formais, que possivelmente foi motivada pelas festividades do Carnaval, ocorrido a partir do final de janeiro”, destaca o presidente do IMESC, Dionatan Carvalho.

Mais detalhes podem sem conferidos na íntegra da publicação. Acesse: www.imesc.ma.gov.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui