Novembro começa com frio intenso e surpreende moradores de algumas regiões do país

26

Na região sul, moradores podem esperar por geadas

Quem gosta de inverno deve estar satisfeito com a surpresa deste início do mês de novembro. Frio intenso e possibilidade de geadas trouxeram um verão atípico para alguns estados do Brasil. As quedas de temperaturas percebidas em alguns estados têm um motivo, como explica a especialista do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Andrea Ramos.

“Nós estamos com avisos de declino de temperaturas justamente em função dessa massa de ar fria, que já vai proporcionar quedas das temperaturas. Já tivemos um declínio acentuado, principalmente na região sul com temperaturas até negativas e relatos de chuva congelante e alguns pontos com neve”, afirma.

Apesar de novembro ser um mês de transição da primavera para o verão, é um período em que se espera bastante chuva, acima da média em diversos locais, como Mato Grosso, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia. Na região sul, os moradores podem esperar por geadas abaixo da média.

A meteorologista explica como vão ser os próximos dias, e garante que o guarda-roupa de verão vai ser um pouco diferente.

“O tempo ele varia em uma escala de dias, e o clima em uma escala de meses. Temos que ficar atentos aos declínios das temperaturas, ter um agasalho apropriado. Não na região sul e sudeste, mas aqui no Centro-oeste as temperaturas vão cair principalmente na parte da tarde. Na parte da manhã as temperaturas vão estar mais amenas, não vamos passar de 24º.”

Como evitar doenças 
Com as mudanças de temperaturas podendo chegar a números negativos, o ideal é manter a imunidade em dia, com muita hidratação e uma rotina de exercícios físicos. Segundo o clínico geral do hospital Santa Lúcia, Lucas Albanaz, o nosso corpo se adapta a todos os tipos de mudança, mas é preciso se proteger.

“O nosso organismo já é programado para lidar com mudanças, ele é adaptável, mas nós temos sempre que tomar cuidado com os extremos. Quais são: muito frio, calor, humildade muito baixa, tudo isso, nosso organismo pode ter dificuldades de adaptar de forma muito brusca, então sempre muito cuidado com calor excessivo, frio excessivo e principalmente em extremos de idades.”

De acordo com o médico, crianças e idosos têm mais dificuldade para se adaptarem a mudanças bruscas. Eles devem sempre redobrar o cuidado com a hidratação, independentemente de ser uma estação mais seca ou mais chuvosa. Ele ainda esclarece que cuidar da imunidade não é nenhum bicho de sete cabeças. Com atitudes básicas, dá para ter a saúde em dia.

“Temos três pilares: alimentação, exercícios físicos e o controle do estresse. Não tem nenhum segredo, mas acaba sendo mais complexo da gente estar em dia com cada um desses pilares, então alimentação, alimentação mais voltada para essa questão, devagar com gordura, frituras, comidas mais pesadas e dar preferências para alimentos mais nutritivos. Exercícios físicos, praticar mais atividades que nos dê prazer e que seja regular, pelo menos 100 a 150 minutos por semana.”, concluiu.

(Fonte: Brasil 61)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui