Novo ministro da Defesa diz ter amigos e parentes nos acampamentos de bolsonaristas que contestam eleição de Lula

110

Tendência é o enfraquecimento dos protestos 

O novo ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, relativizou nesta segunda-feira (02), os acampamentos de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro que pediam intervenção militar no país. Ele acreditar que os acampamentos em frente aos quartéis militares devem se “esvair” nos próximos dias.

Mucio classificou os atos como “manifestação da democracia” e disse que tem amigos e parentes que participaram do movimento.

José Múcio Monteiro, segundo o portal UOL, falou com jornalistas após a cerimônia de posse realizada no Ministério da Defesa nesta segunda-feira (02).
Em seu discurso, o ministro frisou que as Forças Armadas são uma instituição de Estado e minimizou supostos indícios de “descontentamento” dentro de setores militares.
Ele enfatizou a declaração do novo comandante da Aeronáutica, brigadeiro Marcelo Kanitz Damasceno, que mais cedo disse que assumiria a função mesmo com a “incompreensão” de pessoas próximas.

Questionado sobre uma solução para os acampamentos em frente aos quartéis militares, Múcio disse que é preciso separar os casos isolados, como a tentativa de colocar uma bomba no aeroporto de Brasília, das pessoas com fins pacíficos.

(Agência Sputnik)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui