Novo serviço dos Correios faz coleta domiciliar de documentos e produtos para envios

0
399

Os Correios estão oferecendo serviços que buscam facilitar a vida dos clientes neste período de enfrentamento da pandemia de coronavírus, sem deixar de atentar-se aos cuidados necessários à proteção da população e dos empregados, conforme as recomendações do Ministério da Saúde. Trata-se da coleta para todos os clientes com contrato – uma alternativa para a realização da postagem de encomendas, sem a necessidade de deslocamento às agências.

Os preços dos serviços contratados foram mantidos, sem cobranças adicionais ao Sedex e PAC. Dessa forma, os empreendedores têm mais comodidade e segurança no envio de seus produtos Brasil afora.

Para apresentar mais informações sobre como funciona a coleta gratuita de encomendas, os Correios promovem, nesta quinta-feira (23), às 15h, uma transmissão ao vivo pela internet, por meio do canal da empresa no Youtube. Durante a transmissão, será mostrado o passo a passo de como formalizar um contrato com os Correios pela internet.

Para Daiana Cruz, que atua no ramo de artesanato e é proprietária da loja online Poá e Composê, neste período de quarentena houve uma melhora nas vendas. Com o comércio fechado, artesãs de todo o país têm comprado material pelo site para continuar trabalhando. Mas ela precisou se adaptar: as visitas aos fornecedores foram suspensas, bem como as idas às agências para envio de encomendas.

“A gente já usava o serviço dos Correios, porém não tinha contrato. Agora, a coleta está sendo feita aqui na porta. Ficou bem mais simples e seguro, para nós é uma grande melhoria essa questão do material ser retirado na loja”, ressalta.

Já a Pontonet, empresa especializada em soluções de pós-venda, utiliza várias modalidades do portfólio dos Correios, entre elas o e-ticket para autorizar a postagem, o serviço de coleta domiciliar e a entrega em horário pré-determinado: diariamente os Correios entregam produtos e retiram outros para expedição. O CEO da empresa, José Adelmo Soares de Mello, destaca que a atuação da estatal nesse período é fundamental, já que a companhia trabalha também com reparo de eletroeletrônicos, celulares, notebooks e consoles de videogames.

“Há um esforço para manter a operação neste momento, para que a gente deixe o consumidor com esses produtos funcionando. São os serviços dos Correios que contribuem para termos o abastecimento de produtos e insumos e, assim, fazer toda a cadeia funcionar”, explica.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação