Novos promotores de Justiça são empossados pelo Ministério Público Estadual

0
1139
Em sessãodo Colégio de Procuradores de Justiça foram empossados, nesta segunda-feira (03), oito promotores de justiça substitutos do Ministério Público do Maranhão. São eles: Guilherme Gouvêa Fajardo, Guilherme Goulart Soares, Thiago Cândido Ribeiro, Denys Lima Rego, Luciano Henrique Sousa Benigno, Hortênsia Fernandes Cavalcanti, José Orlando Silva Filho e Helder Ferreira Bezerra.
Presidida pelo procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, a solenidade teve início com a entrada dos empossados no auditório. O promotor de justiça Thiago Cândido Ribeiro prestou o juramento ao lado da mesa de autoridades e foi acompanhado pelos demais empossados.
A subprocuradora-geral de justiça para Assuntos Administrativos, Mariléa Campos dos Santos Costa, fez a leitura do termo de posse que foi assinado pelos novos membros do MPMA. Em seguida, eles receberam o ato de nomeação do procurador-geral de justiça.
Representando os novos promotores, Denys Lima Rego destacou a expectativa pela posse em um momento de instabilidade política e econômica no país. “Viemos aqui para externar o nosso desejo de dar continuidade ao sonho ministerial de tornar a sociedade mais justa, igualitária e fiel aos princípios da república. Sabemos da nossa responsabilidade em um momento tão conturbado da nossa história, marcado por uma guerra de trincheiras, que é a luta contra a corrupção”.
Na avaliação do presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão (Ampem), Tarcísio Bonfim, o trabalho do promotor de justiça é uma opção de vida em prol do ideal de uma sociedade livre, justa e igualitária. “Os novos promotores chegam em boa hora, para fortalecer a instituição e o combate à corrupção”.
Na avaliação do corregedor-geral do MPMA, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, o cargo de promotor de justiça é uma espécie de “emissário blindado da cidadania”, em virtude das garantias que lhe permitem desempenhar suas funções.
“Além de sermos convidados, a todo momento, a lidar com o sofrimento do próximo no nosso dia a dia, às vezes sequer conseguimos entregar o nosso produto ao nosso cliente. E é assim porque o direito, principalmente o dos mais pobres e necessitados, é um produto que passa pelas mãos de vários operadores, cada um com sua percepção acerca do mesmo fato”, refletiu Nicolau.
Ao dar as boas-vindas aos novos promotores, Luiz Gonzaga Coelho destacou as ações institucionais de combate à corrupção para reverter este problema que afeta a qualidade de vida da população maranhense. “O Ministério Público do Maranhão, através de promotores e procuradores de justiça, vem atuando com firmeza no combate à corrupção, por meio de investigações civis e criminais, bem como interpondo ações civis por atos de improbidade e as ações penais pelos crimes praticados por maus agentes públicos”.
O procurador-geral de justiça conclamou os novos promotores a se engajarem nesta luta. “É nesta toada que os nossos novos colegas devem se inspirar em suas respectivas atuações funcionais. Por isso, não devemos esmorecer, mas ao contrário, renovar diuturnamente nosso bom ânimo, para continuar dando à população a melhor resposta possível às demandas que estão dentro de nossas competências”.
Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação