Num Maracanã vazio, Flamengo apenas empata com Independiente Santa Fé

0
529

Em mais um jogo pela Copa Libertadores sem o apoio de sua torcida, o Flamengo voltou a  empatar, nesta quarta-feira (18),  contra o Independiente Santa Fé, da Colômbia. Num Maracanã vazio, o time da casa saiu na frente, mas cedeu o empate por 1 a 1. Henrique Dourado marcou o gol do time brasileiro.

O empate teve um sabor de derrota porque a equipe carioca esteve melhor ao longo da partida e desperdiçou uma série de chances no segundo tempo. A pressão foi intensa nos dois extremos do jogo, nos primeiros minutos e nos instantes finais do duelo, mas o adversário colombiano se defendeu bem nos momentos mais decisivos.

No começo, Henrique Dourado soube aproveitar vacilo do goleiro para abrir o placar. Mas o empate, com Morelo, veio ainda na etapa inicial. No segundo tempo, o Independiente Santa Fe pouco jogou no ataque e, à espera do time brasileiro, contou com a eficiência da zaga e de Zapata no gol.

Com o segundo tropeço nesta Libertadores, o Flamengo chegou aos cinco pontos. Segue na primeira posição do Grupo D, mas agora já está sob a ameaça do River Plate e do próprio Santa Fe, que tem agora três. O time argentino vai enfrentar o Emelec, nesta quinta, fora de casa.

O duelo desta quarta foi o segundo e último jogo do Flamengo sem a presença da torcida nesta Libertadores. O time brasileiro cumpriu suspensão por conta da confusão causada por seus torcedores na final da Copa Sul-Americana, no Maracanã, em dezembro do ano passado. O primeiro jogo da equipe com torcida na competição será contra o Emelec, no dia 16 de maio.

Mesmo sem o empurrão da torcida, o Flamengo foi para cima no começo do jogo e não tomou conhecimento do adversário colombiano. Logo aos 3 minutos, Paquetá tabelou com Diego, que quase abriu o placar. Na sequência, aos 7, o time carioca não desperdiçou. Após cobrança de escanteio na área, Henrique Dourado aproveitou vacilo do goleiro Zapata e se antecipou para escorar de cabeça para as redes.

Com amplo domínio, o Flamengo poderia deixar o gramado no intervalo com vantagem maior no marcador. Mas uma falha na defesa, algo recorrente nos últimos jogos, custou o empate. Foi aos 30 minutos, quando Plata disparou por entre os marcadores com facilidade e cruzou da direita. Morelo, sem marcação na pequena área, completou para as redes.

De volta para o segundo tempo, o Flamengo não conseguia imprimir o mesmo ritmo forte do início da partida. O técnico Maurício Barbieri, então, promoveu duas mudanças de uma só vez. Sacou Henrique Dourado e Éverton Ribeiro para as entradas de Lincoln e Willian Arão, respectivamente.

O objetivo do interino era dar novamente velocidade ao meio-campo rubro-negro. De quebra, tirou da partida dois dos jogadores menos produtivos da equipe na etapa. As mudanças deram certo e o Flamengo ganhou em agilidade no setor ofensivo. Não por acaso a bola começou a alcançar Vinicius Junior. Ele teve chance de anotar o segundo dos anfitriões, aos 12, aos 14 e aos 20.

(Futebol do Interior)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação