Número de homicídios aumenta no Maranhão em 2016 e estado é o 11º mais violento do Brasil

0
1592

AQUILES EMIR

O número de homicídios no Maranhão aumentou em 2016 2,4% na comparação com 2015, segundo dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, lançado nesta segunda-feira (30), em São Paulo (SP), pelo Forum Brasileiro de Segurança Pública. Apesar do aumento no estado, o levantamento aponta para uma queda de 15,4% dessas ocorrências em São Luís.

De acordo com os números, em 2016 foram assassinadas no Maranhão 2.071 pessoas, 64 a mais do que em 2015, quando as ocorrências foram de 2007 mortes. Isto significa dizer que para cada grupo de 100 mil habitantes, o número de assassinados aumentou de 29,1 para 29,8.

Em São Luís, segundo o anuário, foram assassinadas 498 pessoas em 2016 contra 584 em 2015, ou seja, 15,4% a menos. A taxa para cada grupo de 100 mil foi de 46,0 ano passado, enquanto no exercício anterior, isto é, 2015, foi de 54,4.

O Anuário constatou ainda que houve um aumento de 7,4% nos casos de estupro no Maranhão. Foram 995 ano passado e 952 em 2015, o que dá uma taxa de 14,3 para cada grupo de 100 mil mulheres, enquanto em 2015 essa taxa era de 13,8. Na capital também houve aumento dos casos de estupro. Foram 224 ocorrências em 2016 contra 205 em 2015, ou seja, a taxa para cada grupo de 100 mil aumentou de 19,1 para 20,7, o que dá uma variação de 8,4%.

Veja os números do levantamento do Forum Brasileiro de Segurança Pública:

OCORRÊNCIAS MARANHÃO SÃO LUÍS
PERÍODO 2015 2016 % 2015 2016 %
HOMICÍDIOS 2.007 2.071 2,4% 584 494 -15,4%
LATROCÍNIOS 117 113 -4,1% 48 23 -52,1%
ESTUPROS 925 995 7,4% 205 224 8,4%

 

Latrocínios – Apesar dos aumentos de homicídios, houve redução das ocorrências de latrocínios, tanto em nível estadual quanto em São Luís. Foram 113 ocorrências no Maranhão em 2016 contra 117 em 2015, ou seja, a taxa caiu de 1,7 para 1,3, resultando numa variação negativa de 4,1%.

Na capital, ainda de acordo com o Anuário, foram 48 latrocínios em 2015 e 23 em 2016, ou seja, queda de 52,5% dessas ocorrências. A taxa para cada grupo de 100 mil habitantes caiu de 4,5 para 2,1.

Um dado preocupante é quanto ao número de homicídios, que aumentou no estado de 114 para 159. Em 2015 para cada grupo de 100 mil pessoas a taxa dos que tiraram a própria vida foi de 1,7 e ano passado 2,3.

De acordo com o Anuário, na soma geral de mortes violentas intencionais, o Maranhão ocupa o 11º lugar no ranking nacional. Veja no gráfico:

 

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação