Palmeiras apenas empata com o Boca e está fora da Copa Libertadores

0
584
O jogador Luan, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Ábila, do CA Boca Juniors, durante partida valida pelas semi finais (volta), da Copa Libertadores, na Arena Allianz Parque.

O Palmeiras foi eliminado da Copa Libertadores na noite desta quarta-feira (31 de outubro). Após perder a partida de ida, semana passada, na Bombonera, em Buenos Aires (Argentina), o time precisa vencer por três gols de diferença o Boca Juniors, mas não passou de um empate em 2 a 2.

Apenas quatro minutos após o gol anulado do Palmeiras aos nove, veio o balde de água fria. Villa recebeu lançamento nas costas de Diogo Barbosa, encarou a marcação de Gustavo Gómez e cruzou rasteiro e deixou Ábila totalmente livre para marcar.

Se não conseguiu o gol no início como desejava, o Palmeiras marcou duas vezes nos primeiros minutos do segundo tempo: aos 7 com  Luan e aos 15 com Gustavo Gomez, mas aos 25, Benedetto, que foi o carrasco dos palmeirenses na Argentina, marcou o gol do empate, decretando a desclassificação do verdão.

Diante do tropeço, as atenções no Parque Antártica voltam-se agora para o Campeonato Brasileiro, do qual o Palmeiras é líder com 63 pontos. Seu próximo adversário será o Santos.

Autor do primeiro gol palmeirense, o zagueiro Luan lamentou a desclassificação. “O sonho da Libertadores neste ano nós não conseguimos, é uma coisa que machuca demais, mas vamos em busca deste Campeonato Brasileiro. A gente tem que ser forte, juntar forças, sábado temos uma batalha grande em um campeonato que a gente lidera e temos que fazer tudo para sermos campeões brasileiros”, declarou.

O técnico Felipão, do Palmeiras, tenta dar ânimo ao time, em vão

O goleiro Weverton também transmitiu otimismo em seu discurso ao abordar o tema ‘Campeonato Brasileiro’. Vale lembrar que o arqueiro, contratado nesta temporada, completou 30 jogos com a camisa esmeraldina nesta quarta-feira, contra o Boca, e sofreu apenas 15 gols (média de 0,5 por partida). O guarda-metas tem no currículo uma medalha de ouro olímpica conquistada nos Jogos Olímpicos Rio 2016 – inclusive, defendendo pênalti na decisão contra a Alemanha.

“Agora é concentrar no Brasileiro. Tentar ao máximo somar pontos e fazer o nosso dever de casa no sábado, continuar na ponta e tentar ganhar esse Brasileiro. São grandes possibilidades. Vamos lutar por ela até o final, focar 100% na competição e pensar jogo a jogo.”, analisou o camisa 21. E ponderou: “Não adianta a gente pensar lá no final, sendo que a gente tem agora, neste sábado, um importante clássico, jogo difícil pela frente. Temos que concentrar bem e tentar já vencer para continuar bem no campeonato”.

(Com dados do Palmeiras e do UOL)

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação