Palmeiras empata com Godoy Cruz após estar perdendo por 2 a 0 e Cruzeiro fica no zero com River Plate

0
420

O Palmeiras chegou a estar perdendo por 2 a 0, mas acabou buscando o empate por 2 a 2 com o Godoy Cruz, na noite desta terça-feira (23), no Estádio Malvinas Argentinas, em Mendonza (Argentina), pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Com o resultado, precisa de apenas uma vitória simples no duelo de volta terça-feira (30), às 21h30, no Allianz Parque, em São Paulo (SP), para selar sua classificação às quartas de final. O

O Godoy Cruz aproveitou o fator casa para surpreender o Palmeiras logo aos cinco minutos. Santiago García recebeu dentro da área e cabeceou com força. Weverton chegou a tocar na bola, mas não conseguiu impedir o gol. O segundo veio aos 28 minutos. Santiago García invadiu a área e soltou o pé, sem chances para Weverton.

O Palmeiras diminuiu aos 33. Willian deixou para Marcos Rocha. O lateral cruzou na cabeça de Felipe Melo, que testou firme para diminuir. Antes do apito final do primeiro tempo, o Godoy Cruz teve um pênalti à favor. Gomez puxou Santiago García, e o árbitro marcou. O atacante foi para a cobrança, mas parou na defesa de Weverton, com os pés.

O Palmeiras voltou do intervalo melhor para o segundo tempo e conseguiu deixar tudo igual aos 13 minutos. Luan achou Borja na entrada da área. O atacante girou em cima da marcação e chutou no fundo das redes.

O time paulista cresceu no decorrer da segunda etapa, mas o Godoy Cruz se fechou, impedindo com que o Palmeiras fizesse a infiltração. A tentativa foi na bola parada. Bruno Henrique bateu faltou e parou na defesa de Mehring.

O Palmeiras ainda tentou uma pressão no fim, mas não conseguiu superar a marcação adversário, mas levou um importante empate da Argentina.

Cruzeiro – Cruzeiro e River Plate fizeram um típico clássico Brasil versus Argentina, com muita raça e disposição e empataram por 0 a 0, em jogo válido pela primeira partida das oitavas de final da Conmebol Libertadores. O jogo foi no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires (Argentina).

No começo do segundo tempo, o juiz Julio Bascuñan, do Chile, anulou um gol de Marquinhos Gabriel com a ajuda do VAR. A posição era bastante duvidosa. Já no fim da partida, no último lance do jogo, já depois do descontos, o juiz marcou pênalti de Henrique, alegando que o volante cruzeirense agarrou a camisa do adversário.  Suárez foi para a cobrança e chutou por cima da meta de Fábio.

O resultado de empate foi o primeiro entre as equipes em toda a história do confronto. A próxima partida será realizada no dia 30, às 19h15, no Mineirão. Agora, o Cruzeiro volta a jogar no sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Às 19h, o time celeste recebe o Athletico-PR pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

(Com informações da FPF e Cruzeiro e fotos de Cesar Greco/Agência Palmeiras e Brunno Haddad/Cruzeiro)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação