Palmeiras, Ponte Preta, Cruzeiro, Bahia, Grêmio e Fluminense vem primeira partida

0
758

Cinco jogos movimentaram a Série A do Campeonato Brasil na tarde deste domingo: no Allianz Parque, o Palmeiras venceu por 4 a 0 o Vasco;em Campinas, a Ponte Preta bateu o Sport por 4 a 0; em Salvador, o Bahia goleou o Atlético do Paraná por 6 a 2; no Mineirão, vitória do Cruzeiro por 1 a 0 em cima do São Paulo; e na Ressacada, Avaí e Vitória ficaram no 0 a 0. Pela manhã, o Fluminense bateu o Santos e à noite o Grêmio derrotou o Botafogo.

O Palmeiras partiu para cima do Vasco logo no início e aos seis minutos, Jomar derrubou Dudu na área. Pênalti, que Jean bateu no canto esquerdo do goleiro Martin Silva: 1 a 0. Aos 40, Guerra pegou rebote na área e ampliou para o Verdão antes do intervalo. Na volta, o cenário se repetiu: logo no início da partida, Borja recebeu cruzamento de Tchê Tchê e mandou de cabeça para o fundo das redes, fazendo o terceiro. E o colombiano ainda marcou mais um, aos 34: Jomar cometeu mais um pênalti em cima de Dudu, e o camisa 9 do Alviverde decretou o resultado para os donos da casa: 4 a 0.

Em Campinas, a Ponte Preta recebeu o Sport e também começou o torneio com o pé direito, goleando por 4 a 0. Lucca abriu o placar, de cabeça, aos 39 da primeira etapa. Ainda deu tempo de Nino Paraíba ampliar, também de cabeça, aos 44. Na metade final do duelo, Evandro cometeu pênalti, que Clayson cobrou com categoria, aos 27 minutos, para fazer 3 a 0 para a Macaca. No fim, Clayson anotou mais um na partida. Após cruzamento de Nino Paraíba, o camisa 7 só teve o trabalho de escorar a bola para o gol do clube pernambucano e fazer o quarto do clube paulista.

Na Arena Fonte Nova, o Tricolor Baiano não tomou conhecimento do Atlético/PR e goleou por 6 a 2. Só no primeiro tempo foram sete gols: Guilherme abriu o placar para os visitantes, aos 14 minutos. O Bahia não se deu por vencido e empatou com Tiago, de cabeça, aos 33. Quatro minutos depois, foi a vez do Furacão voltar à frente do placar com Marcão, que teve de chutar duas vezes para balançar as redes. Quando o resultado parecia definido antes do intervalo, o Bahia tratou de mudar o panorama e marcou quatro gols: Zé Rafael marcou aos 39, mandando a bola por cima do goleiro Weverton; dois minutos depois, Régis chutou colocado e virou o placar para os donos da casa; Edigar Junio fez o quarto do Bahia, aos 43; e Régis, por cobertura, marcou o quinto do Tricolor Baiano aos 46 da primeira etapa. O Bahia administrou o resultado na etapa final e Edson, aos 26, marcou o sexto e último gol do Esquadrão de Aço na partida.

O Mineirão foi palco do reencontro entre Cruzeiro e São Paulo. O clube mineiro havia eliminado o Tricolor na Copa do Brasil, em casa, e saiu vencedor mais uma vez, por 1 a 0. Após ficarem no zero no primeiro tempo, Ábila recebeu passe de Alisson e mandou a bola para o fundo das redes, aos quatro da etapa final, e decretou o resultado positivo para a Raposa. O Cruzeiro vai à Ilha do Retiro no domingo (21) encarar o Sport, enquanto o São Paulo recebe o Avaí, no Morumbi, no mesmo dia. O clube catarinense também entrou em campo neste domingo e ficou no empate sem gols com o Vitória, na Ressacada.

Fluminense – O Fluminense garantiu um feliz dia às mamães tricolores neste domingo (14) dedicado a elas. Pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2017, o time das Laranjeiras recebeu o Santos no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), e levou a melhor, vencendo por 3 a 2. Henrique Dourado (2) e Sornoza fizeram os gols da equipe carioca. Victor Ferraz e Vladimir Hernández balançaram a rede pelo lado do Peixe.

Com o apoio da torcida, que compareceu em bom número neste horário das 11h (de Brasília), o Fluminense precisou de apenas três minutos para abrir o placar. Léo avançou pela esquerda, cruzou na área e Henrique Dourado se antecipou ao marcador para fazer o gol. O Santos queria jogo e, ainda no primeiro tempo, deixou tudo igual. Aos 38, Bruno Henrique recebeu na entrada da área e levantou a bola na marca do pênalti. Victor Ferraz se infiltrou e, sem sair do chão, cabeceou no canto de Diego Cavalieri. Nos acréscimos, aos 46, Henrique Dourado foi derrubado por Jean Mota na área e o árbitro marcou pênalti. O próprio atacante foi para a bola e, com muita tranquilidade, bateu no canto direito para fazer o segundo.

No segundo tempo, o ritmo do jogo continuou intenso, com boas chances para os dois lados. Aos 12 minutos, Wendel fez grande jogada na área e tocou para Sornoza. De frente para o gol, o meia bateu no canto e marcou um golaço para aumentar a vantagem do Fluminense. O Peixe não se entregou e, quatro minutos depois, acertou a bola no travessão duas vezes seguidas, ambas de cabeça, no mesmo lance. A primeira com Ricardo Oliveira e a segunda com Bruno Henrique. Se a sorte salvou o Tricolor nesta jogada, quando o cronômetro alcançou a marca dos 42, ninguém pôde fazer nada para evitar o tento santista. Lucas Lima deu ótimo lançamento para Bruno Henrique, que avançou pela esquerda e bateu cruzado. Diego Cavalieri defendeu, mas Vladimir Hernández chegou batendo no rebote para descontar. O Alvinegro praiano tentou ensaiar uma pressão nos minutos finais, mas o Tricolor conseguiu controlar bem a vantagem.

Grêmio – No fechamento dos jogos de domingo da Série A do Brasileirão, o Grêmio recebeu a equipe do Botafogo, na Arena do Grêmio. Praticando um jogo mais objetivo e pressionando em grande parte do confronto, o Tricolor Gaúcho soube aproveitar as oportunidades e venceu por 2 a 0, gols de Ramiro.

Atuando diante da sua torcida, o Grêmio tinha como missão os três pontos do confronto. Desde o apito inicial, o clube gaúcho correu atrás do resultado e pressionou o Alvinegro, que errava bastante na troca de passes e assustava em bolas paradas. A pressão do Tricolor Gaúcho deu resultado no fim do primeiro tempo. Ramiro abriu o placar para os donos da casa, aos 46 minutos, após bate-rebate na área.

O Grêmio seguiu superior durante o segundo tempo e garantiu o resultado logo no início dos 45 minutos finais. Ramiro aproveitou rebote na área e chutou forte da entrada da área e selou o resultado: 2 a 0 para o Tricolor Gaúcho e os três primeiros pontos na estreia. O triunfo deixa a equipe gaúcha na quarta posição, enquanto os Alvinegros ficam na 17ª posição.

(CBF)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação