Para maioria dos brasileiros, prisão de Lula é justa, diz pesquisa Datafolha

0
722
Curitiba (PR) - Ex-presidente Lula chega a sede da superintendência da Polícia Federal em Curitiba (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

AQUILES EMIR

A pesquisa Datafolha sobre a disputa presidencial (leia mais aqui), divulgada neste domingo (15) pelo jornal Folha de São Paulo, mostra que mais de 50% dos brasileiros consideram “justa” a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ocorrida no último dia 07, mas há uma divisão quando a pergunta é sobre se ele deveria ou não disputar a eleição presidencial.

Este foi o primeiro levantamento feito após a decretação do ex-presidente, que está recolhido na sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR), há mais de oito dias.

De acordo com os números do Datafolha, 54% das pessoas veem a prisão de Lula como justa, contra 40% que consideram o contrário. Seis por cento não opinaram. Segundo a pesquisa, 62% acham que o ex-presidente não estará nas urnas na eleição deste ano.

Os que dizem ter certeza de que ele participará das eleições são 18% e os que acham que talvez participe são 16%. O Datafolha lembra que em janeiro deste ano, 53% achavam que Lula disputaria a eleição, sendo que desses, 32% apostavam que “com certeza” ele seria candidato.

 

Para 50% dos entrevistado, o ex-presidente deveria ser vetado de participar da corrida presidencial. Outros 48% acham que não deveria haver impedimento. Antes, 51% achavam que Lula deveria ser barrado e 47% que ele deveria participar das eleições.

O instituto diz ainda que a maioria dos que consideram a prisão ex-presidente justa é do sexo masculino, com maior taxa de escolaridade, maior média de salário e morador das regiões Sudeste, Sul ou Centro-Oeste. Entre os mais escolarizados essa porcentagem chega aos 71%.

A opinião de que a prisão foi injusta prevalece entre menos escolarizados, com 51%. Chega a porcentagens próximas entre os mais pobres e regiões Norte e Nordeste.

(Com dados da Folha de São Paulo)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação