Deputados de todas as tendências se unem para defender Rubens Júnior e atacar Duarte

0
760
Duarte Júnior se elegeu deputado como branco, mas em menos de dois anos virou pardo (Foto AL/divulgação)

A sessão desta quarta-feira (11) na Assembleia Legislativa foi transformada num ato de desagravo ao deputado federal licenciado e secretário de Cidades, Rubens Pereira Júnior (PCdoB), e a seu pai, o ex-deputado estadual Rubens Pereira. Em entrevista à TV Difusora, segunda-feira (09), o deputado Duarte Júnior (Republicanos) disse que Rubens Júnior é uma espécie de plano B do pai, porque este seria ficha suja e não pode disputar eleições.

O primeiro a discursar sobre o tema foi Wellington do Curso (PSDB). “Estou usando este espaço para defender um membro do governo Flávio Dino, mesmo sendo de oposição. Sou de oposição e continuarei sendo, mas nesta manhã quero, com minha consciência republicana, manifestar solidariedade ao secretário Rubens Jr e sua família”, disse.

Após a fala do tucano, o pedetista Dr. Yglésio (Pros) lembrou que Rubens sempre se posicionou de maneira corajosa em várias votações na Câmara Federal. “Rubens enfrentou Temer, defendeu o povo do Maranhão. Lamento que Duarte Jr, que sempre pôde contar com os aconselhamentos de Rubens Pereira, tenha atacado de maneira vil e por conta de uma eleição, uma pessoa a quem ele sempre pediu apoio. Para mim, trata-se de comportamento de gente sem caráter e covarde mesmo”.

Já o deputado Roberto Costa (MDB), saudou o deputado Wellington que, mesmo sendo de oposição, reconheceu a injustiça cometida contra Rubens Jr. e seu pai. “Fui colega de Rubens nesta casa e, mesmo com nossas diferenças  políticas e, em vários momentos divergentes, ele sempre manteve o respeito nas nossas relações e com as nossas posições”, disse.

O deputado Antônio Pereira (DEM) destacou que, mesmo Rubens sendo adversário político de Wellington, uma vez que ambos são pré-candidatos à prefeito, manifestou ato de grandeza ao defendê-lo. “Vi Rubens se candidatar a deputado pela primeira vez e, ao ser eleito, o pai renunciar ao mandato para que ele pudesse assumir”, disse ele, distorcendo a história, porque Rubens Júnior se candidatou porque o pai não podia concorrer e à época, ambos eram integrantes do Grupo Sarney.

Para a deputada Helena Duailibe (Solidariedade), Rubens é um exemplo de correção política e de homem público que sacrificou a bem-sucedida condição de deputado federal para arcar com as muitas responsabilidades de gestor. “Por ser digno, leal e competente, aceitou o convite do governador Flávio Dino, sem se preocupar com eventuais desgastes,” falou a deputada.

Outro parlamentar que se fez questão de se manifestar foi Rildo Amaral (Solidariedade). “O ataque feito a Rubens e a seu pai fez com que esta casa, de tantos embates, tenha se unido hoje em respeito à uma família. Quando se ataca um jovem como Rubens, boa pessoa, com bom caráter e reconhecido por todos como alguém educado e inteligente, também se ataca este parlamento, uma vez que ele já foi membro desta casa”, complementou.

Rildo também condenou o ataque político contra a família do secretário. “Mesmo as máfias mais perigosas do mundo, respeitam famílias. Estendo toda a minha solidariedade à família de Rubens a acredito que esse tipo de coisa deve  ser combatida com punição  severa”, afirmou.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação