Pela Série B, Guarani derrota o Figueirense e CRB passa pelo Santa Cruz

0
580

A ausência da torcida no Brinco de Ouro na noite desta terça-feira (23) não impediu que o Guarani apresentasse um bom futebol diante do Figueirense. Cumprindo punição, o Bugre recebeu a equipe catarinense com portões fechados pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e fez valer o mando de campo, vencendo por 2 a 0.

No reencontro das equipes após oito anos – último jogo foi na Série B de 2009, com vitória bugrina por 3 a 2 –, foi o Guarani que mostrou ter estudado melhor o adversário. Pressionando desde o primeiro minuto de jogo, o Bugre abriu o placar logo aos seis minutos, com gol de cobertura de Bruno Nazário. O time da casa seguiu dominando as ações, com finalizações perigosas dos pés de Nazário. Na melhor chance do Figueirense, Luidy foi parado na defesa de Leandro Santos após enfiada de Jorge Henrique.

O Figueira voltou com mais atitude para o segundo tempo. Aos 25 minutos, quase abriu o placar com chute de Henan, que raspou a trave do goleiro Vagner. Na sequência, Nazário foi substituído por Caíque, que logo ao entrar ampliou para o Guarani. Aos 31 minutos, o atacante aproveitou a sobra da bola após levantamento na área e deixou o dele: 2 a 0. Mais veloz, o Bugre seguiu criando chances, enquanto o Figueirense não conseguiu reverter o placar negativo.

Com seis pontos, o Guarani aparece no segundo lugar da Série B, enquanto o Figueirense, com a mesma pontuação, mas com menos gols de saldo, está em terceiro.

Vitória – Em outra partida da rodada, CRB-AL e Santa Cruz se enfrentaram no Rei Pelé, em Maceió (AL), e os donos da casa levaram a melhor: vitória por 1 a 0. Com o resultado, o Galo acumula 15 jogos sem perder – a última derrota foi em março, contra o CSA-AL, pela Copa do Nordeste – e assume provisoriamente o topo da Série B.

Resultado de imagem para crb

Sem muita criatividade nas armações, as equipes iniciaram a partida de maneira morna. Pressionando um pouco mais, o CRB assustou aos 30 minutos do primeiro tempo, com chute de Edson Ratinho, mas que passou por cima do gol de Julio Cesar. Na sequência, o Santa Cruz teve boa chance na cobrança de falta Anderson Salles, defendida por Juliano. No rebote, André Luís mandou por cima. Cinco minutos depois, o goleiro alagoano defendeu uma bomba de Juliano e evitou o gol do Santa. Nos minutos finais, o Galo quase abriu o placar em dois lances: um com Neto Baiano e outro com Chico.

Na volta do intervalo, os times entraram mais ligados e motivados a balançar as redes. Já aos seis minutos, Chico mandou uma bomba de fora da área, e Julio Cesar defendeu, mas viu a bola correr e beijar a trave. Aos 25, foi a vez de Neto Baiano chutar forte e obrigar o goleiro do Santa Cruz a fazer outra ótima defesa. Na sequência, Anderson Salles cortou a bola com o braço: pênalti para o CRB. Com categoria, Neto Baiano bateu colocado e deu a vitória ao Galo: 1 a 0. Foi o segundo gol do camisa 9 na Série B.

Com sete pontos, o CRB assumiu temporariamente a liderança da Série B do Brasileirão, enquanto o Santa Cruz, com seis, aparece em terceiro lugar.

(CBF)

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação