Polícia dos Países Baixos detém ativista Greta Thunberg em manifestação na cidade de Haya

5

Manifestação era contra combustíveis fósseis 

A polícia dos Países Baixos prendeu a ativista climática Greta Thunberg durante um protesto na cidade de Haya. A informação é do canal de televisão NOS.

“A ativista climática Greta Thunberg foi presa (…) durante uma manifestação do movimento Extinction Rebellion na Haya”, comunicou o canal.

Os manifestantes da Extinction Rebellion queriam bloquear a autopista A12, que conecta a cidade com outras também importantes, como Amsterdã, Roterdã e Utrecht. A ação, segundo os manifestantes, era conscientizar a sociedade sobre o perigo de incentivar o uso de carros movidos a combustíveis fósseis.

Após tentativa frustrada de entrar na autopista, os manifestantes bloquearam estradas próximas e, em resposta, policiais começaram a deter os manifestantes, incluindo Thunberg.

Em fevereiro, Thunberg, de 21 anos, esteve presente em uma corte de Londres, ao negar obedecer a uma ordem policial de abandonar um protesto que bloqueou uma entrada a uma conferência da indústria de petróleo e gás em 2023.
Seu ativismo inspirou um movimento mundial juvenil que exige maiores medidas para combater a emergência climática, desde que ela começou a realizar protestos semanais diante da sede do parlamento sueco em 2018.
No início de outubro de 2023, um tribunal da Suécia condenou Thunberg a pagar multa de 2,2 mil coroas suecas (cerca de R$ 1 mil) por desobediência à política em um protesto em julho.

Ela já foi multada várias vezes na Suécia e no Reino Unido por desobediência civil, devido aos protestos.

(Agência Sputnik)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui