Adversários de Carlos Brandão pressionam para ele baixar ICMS dos combustíveis

0
331

Governador reduziu preço de referência e manteve imposto de 30 5%

AQUILES EMIR 

Pelo menos dois adversários de Carlos Brandão (PSB) que estão na disputa pelo Palácio dos Leões ocuparam espaços nas redes sociais nesta terça-feira (05) para cobrar do governador redução do ICMS dos combustíveis. Um deles, Weverton Rocha (PDT), recorreu ao Ministério Público para que o Estado seja obrigado a cumprir a lei aprovada no Congresso Nacional.

“Ninguém aguenta mais os preços altos e o governo precisa cumprir a lei”, disse Weverton,  ao comunicar a decisão de ir ao MP contra o governo.

Já o ex-secretário de Indústria, Comércio e Energia Simplício Araújo (Solidariedade) não apenas pediu menos imposto, mas a redução do Estado.

“Vamos ser realistas,1 mil reais propostos para caminhoneiros não compensarão os gastos deles com combustíveis,é preciso urgente baixar o preço ou então pagar no mínimo 3 mil reais para caminhoneiros, taxistas, vanzeiros e motoristas de aplicativos,Diesel a 7 reais travará o país!”, acrescentou sua opinião ao debate sobre combustíveis.

O ex-secretário já havia opinado sobre o peso dos tributos nos preços das mercadorias.

“É preciso urgente fazer alguma coisa pra baixar os preços dos combustíveis.Os alimentos já estão com preços absurdos e a tendência é faltar muitos deles nas feiras e supermercados nos próximos meses.Qualquer esforço agora é um gesto pela vida, a fome cresce em todo o país”.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação