Após trinta dias como governador interino, Paulo Velten reassume presidência do Tribunal de Justiça

0
126

Desembargador passou trinta dias ausente do Poder Judiciário 

Nesta sexta-feira (1°), após alta médica e retorno do governador Carlos Brandão (PSB), o desembargador Paulo Velten, que cumpriu Interinidade de 30 dias na chefia do Poder Executivo, reassumiu a presidência do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).  Desde o dia 1º de junho, Velten assumiu o Governo do Estado, em substituição ao governador Carlos Brandão, que se recuperava de procedimento cirúrgico.

A ascensão do desembargador ao cargo de governador interino se deu pela ausência do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), Othelino Neto, seguindo a linha sucessória ao Governo.

“Foram 30 dias muito intensos, de muito trabalho. Eu dediquei o melhor dos meus esforços, da minha capacidade de trabalho, da minha energia, para assegurar a normalidade institucional. Tenho certeza absoluta que agora que recebemos o nosso governador Carlos Brandão de volta, atravesso a praça de volta, com a consciência do dever cumprido”, avaliou o desembargador.

Nos últimos trinta dias, assumiram a presidência em exercício do Tribunal de Justiça, o vice-presidente do TJMA, Ricardo Duailibe, e o 2º vice-presidente, desembargador Marcelino Everton.

O desembargador Ricardo Duailibe afirmou ter sido gratificante cumprir com sua obrigação constitucional no exercício da presidência do Tribunal.

“Eu procurei cumprir o papel de presidente em exercício, fazendo com que todo o projeto de governança do desembargador Paulo Velten continuasse e não sofresse nenhuma parada. Hoje me sinto com a sensação de dever cumprido, no momento que vou devolver a presidência do Tribunal àquele que foi eleito pelos nossos pares”, disse Duailibe.

Paulo Velten agradeceu a atuação dos desembargadores Ricardo Duailibe e Marcelino Everton na presidência e de toda a sua equipe de governança.

“Eu estou com o coração cheio de orgulho e satisfação de ter cumprido a missão que a Constituição me reservou para quem fica à frente dos Poderes. O que eu procurei de verdade fazer, durante esses 30 dias, foi me incubir dessa missão com senso de responsabilidade, com maturidade, exatamente para passar para a sociedade aquela ideia de que tínhamos uma normalidade institucional”, concluiu o presidente.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação