Bolsonaro ainda falava na ONU e Flávio já estava nas redes sociais criticando o discurso

0
347

Governador diz que Bolsonaro foi desleal com governadores

Nem terminou o discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da assembleia geral da ONU, e o governador Flávio Dino (PCdoB), como já era esperado, já estava nas redes sociais criticar. Ele reagiu à menção feita de que o isolamento social no Brasil foi uma decisão do Judiciário e assumida pelos governadores, cabendo a ele apenas a transferência de dinheiro para as ações nos estados e municípios.

No seu discurso, Bolsonaro disse também que o seu governo trata os problemas ambientais com “tolerância zero”. Para o governador do Maranhão, foi uma fala desleal e totalmente ilógica.

“Bolsonaro começa seu discurso na ONU culpando o Judiciário, os governadores e a imprensa pelas dificuldades econômicas do Brasil. Deslealdade absurda e inédita para um Chefe de Estado”, criticou Flávio Dino

Ao fazer menção às crítica do governador, o portal Vermelho, que é ligado ao PCdoB, destacou que o presidente Bolsonaro desde o início da crise foi contra as medidas de isolamento social e chamou a doença de uma “gripezinha”. No tocante a economia, quis pagar um auxílio emergencial de R$ 200, mas foi derrotado pela oposição no Congresso que conquistou o valor de R$ 600. Na verdade, a Câmara queria elevar para R$ 500,00 e o Planalto subiu para R$ 600,00.

Ainda de acordo com o site comunistas, “mesmo com o desmonte ambiental e as queimadas devastando a floresta amazônica, Bolsonaro mente e diz que seu governo tem tolerância zero com os crimes na área. Chegou a culpar os caboclos e indígenas pelas queimadas e vê inimigos com interesses exclusos atuando no setor”.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação