Em respeito a autistas e animais domésticos, Neto Evangelista proíbe foguetes em seus atos de campanha

0
367
Candidato posta foto com criança autista em evento do qual participou no Teatro Arthur Azevedo

Deputado sugere que candidatos a vereador pela sua coligação também adotem esse procedimento

O candidato a prefeito de São Luís pelo DEM, deputado Neto Evangelista, proibiu o uso de fogos de artifício (fogueres) em seus eventos da sua campanha eleitoral, em respeito as pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e também aos animais domésticos. Nas redes sociais, o candidato pediu também que os candidatos a vereadores de sua coligação façam o mesmo. 

“Quero reforçar o compromisso assumido nesta semana de não utilizar foguetes em nossas agendas de campanha em respeito as pessoas e especialmente aos autistas e animais de estimação, que são muito sensíveis ao barulho. Peço que os candidatos a vereadores da nossa coligação também façam o mesmo”, disse o candidato, que possui em seu Plano de Governo diversas ações em prol das pessoas com TEA.

De acordo com Neto Evangelista, a criação de uma Coordenação Intersetorial de Cuidado das Pessoas com Transtorno do Espectro Autista será responsável pela implantação de uma política transversal com cuidado especializado de atenção a esse público. 

“Ações nas áreas de esporte, educação, segurança e programas que visem a inclusão social serão realidade na vida dessas pessoas”, explicou Neto, que fará parcerias para utilização de espaços esportivos em prol do desenvolvimento de atividades físicas para as pessoas com TEA, como atividades de equoterapia em parceria com a Polícia Militar.

Neto prometeu ainda, disseminar o conhecimento sobre a metodologia da Análise Aplicada ao Comportamento (ABA) nas redes de educação e saúde do município. O município será reestruturado para atender às regulações sobre o diagnóstico precoce dessas pessoas, que terão a disponibilidade de consultas psiquiátricas, neuropediátricas e neuropsiquiátricas na rede municipal de saúde.

“Precisamos estimular políticas que melhorem a qualidade de vida dos autistas, todas essas ações e a implantação do projeto “Vivências Assistidas”, irão proporcionar atenção e cuidados a essas pessoas”, enfatizou Evangelista.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação