Jair Bolsonaro confirma vinda a São Luís nesta quinta-feira e Flávio Dino se irrita com sua visita

2
2608
Bolsonaro não vem ao Maranhão desde 2018 quando ainda estava na disputa pela Presidência da República

Governador criticou fala de Bolsonaro e diz que ele vem ao Maranhão fazer política com dinheiro público

A Secretaria de Imprensa da Presidência da República confirmou, para esta quinta-feira (29), a visita do presidente Jair Bolsonaro a São Luís. O governador Flávio Dino (PCdoB) reagiu nesta terça-feira (27), dizendo que o presidente vem ao Maranhão fazer política, “com dinheiro público”.

De acordo com o comunicado oficial da visita, está prevista uma inspeção técnica às obras obras de restauração e ampliação da duplicação da BR-135, devendo o presidente percorrer o trecho entre Estiva e Bacabeira.

Esta é a primeira visita de Bolsonaro ao Maranhão desde a posse. Ano passado, a então presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogea, chegou a confirmar sua vinda em setembro, para anunciar a restauração das praças João Lisboa e Largo do Carmo, bem como a construção da Praça das Mercês, o que não se confirmou, e semana passada ele cancelou sua ida a Balsas.

Além Flávio Dino, o candidato a prefeito de São Luís pelo PCdoB, Rubens Júnior, tentou faturar politicamente ao rebater uma fala de Jair Bolsonaro, na manhã desta terça-feira (28), repercutida no jornal no Twitter do jornal O Estado de São Paulo..

O presidente disse num encontro com apoiadores, no Palácio da Alvorada, que “tem que tirar o PCdoB de lá (Governo do Maranhão), cara, pelo amor de Deus. Só aqui no Brasil mesmo, comunista falando que é democrático”

Em resposta, o candidato do PCdoB disse que o objetivo do seu partido é levar o governador à Presidência da República em 2022, com ele no comando da prefeitura.

“Primeiro, vamos colocar o PCdoB na Prefeitura de São Luís. Depois, vamos tirar @FlavioDino do governo para levá-lo a Brasília: 2022 é logo ali”, disse. Em seguida, Rubens complementou o tuite com uma clara alfinetada ao candidato Eduardo Braide. ´Antes vamos derrotar o candidato do partido que mais vota com Bolsonaro mas esconde o apoio dele em São Luís´.

A matéria do Estadão também causou reações do governador Flávio Dino.

“Em vez de vir cuidar de trabalho sério, que o Governo Federal deve fazer imediatamente, Bolsonaro diz que vem ao Maranhão para esse tipo de agenda: agressões e campanha eleitoral. Tudo com dinheiro público”, afirmou.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

2 COMENTÁRIOS

  1. Tem que tirar mesmo o PCdoB do Maranhão eles são a politica de atraso nosso Maranhão não é nada alem do pior estado do Brasil

  2. Quem é Flávio Dino para falar em política com dinheiro público, ele que vai construir motel em penitenciárias para bandidagem, ele que em plena pandemia gasta rios de dinheiro público com propaganda nas redes de televisão e rádio, ele que em plena pandemia aumenta ICMS, ele que em plena pandemia aluga helicóptero e deixa o helicóptero do estado em uma oficina se acabando, ele que adora e exalta o ex presidente lula que responde a inúmeros processos, o desespero de Flávio Dino é visível, porque o candidato dele a prefeitura de São Luís não atinge nem 10% nas pesquisas, eu estou com *Bolsonaro*

Comments are closed.