29.1 C
São Luís, BR
sábado, 15, junho, 2024 || 12:15:46
Home Negócios Porto do Itaqui comemora 2023 como o melhor ano de sua história

Porto do Itaqui comemora 2023 como o melhor ano de sua história

33
default
Outubro foi o mês que mais movimentou cargas, apresentando um aumento de mais de 16% em relação ao resultado obtido no mesmo período em 2022. Os destaques, em relação ao ano passado, ficam para soja (+17%), milho (+11%) e fertilizante (+22%).

Outro ponto muito celebrado foi a operação do milésimo navio, em um mesmo ano, pela primeira vez na história do Itaqui. O Gengo Bourgogne, de bandeira das Ilhas Marshall, atracou trazendo quase 20 mil toneladas de fertilizantes.

“Todos os resultados alcançados em 2023 foram fruto de muito planejamento e dedicação de uma equipe que trabalha com muita excelência”, destacou o presidente do Porto do Itaqui, Gilberto Lins.

Em 2023, o Porto do Itaqui voltou a exportar alumínio 100% maranhense, produzido pelo Consórcio Alumar. O primeiro carregamento de 15 mil toneladas, resultado de uma colaboração com a G5 Logística, a Steinweg e a australiana South32, aconteceu no berço 99 na primeira quinzena de dezembro.

O Itaqui realizou ainda a primeira operação de Sebo Bovino, pelo berço 104, movimentada pela Granel Química, que investiu em infraestrutura de armazenagem e tubulação para realizar estas exportações.

Algumas ações foram importantes para que estes marcos pudessem ser atingidos. Uma delas foi a revisão da norma de atracação, que trouxe mais flexibilidade, transparência, equilíbrio e organização para a fila de navios, focando, principalmente, em produtividade, performance e planejamento.

A chegada do novo spreader automático, em um investimento feito pela Suzano, também foi bastante comemorada. De alta tecnologia, capaz de manusear até 32 toneladas de uma vez, o equipamento eleva tanto a segurança quanto a produtividade nas operações portuárias. 

O Porto celebrou, também, a marca das primeiras 100 mil toneladas de fertilizantes transportadas no novo corredor ferroviário do Arco Norte, que liga o Porto do Itaqui, em São Luís, no Maranhão, a Palmeirante, no Tocantins. Agora, o trem sai do Itaqui levando fertilizante até Palmeirante e volta trazendo grãos, em uma logística que dinamiza o setor agrícola de toda a região. 

O ship to ship é outra realidade. Depois de muitos testes, a operação, realizada pela Transpetro foi possível. Nela, é feita uma manobra de transferência de carga entre dois navios em mar aberto ou em áreas portuárias. Eficiência logística ao permitir a transferência de carga entre embarcações, economizando tempo e combustível.

Também foram feitas adequações no berço 105, que possuía apenas possibilidade de abastecer navios e, agora, pode realizar operação com diesel e gasolina, movimentando tanto para companhias, quanto para outros navios por meio de transbordo. O Porto ainda efetuou melhorias para liberar novas opções de linhas para óleo combustível e abastecimentos no berço 106.

2023 pode, realmente, ser considerado um ano de conquistas. O Itaqui conseguiu revalidar a certificação 8S, referente à gestão em Qualidade e, também, os ISOs 9001, 14001 e 27001, além de garantir a nova certificação na ISO 45001, que atesta o trabalho feito em prol da redução de lesões e doenças ocupacionais, incluindo a promoção e proteção da saúde física e mental. 

O foco em uma gestão planejada e compartilhada também rendeu muitos prêmios ao longo do ano, como o de ter uma das melhores gestões portuárias do país, entre os portos públicos, reconhecida pelo Ministério dos Portos e Aeroportos. A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), ainda escolheu o Itaqui como melhor do país em inovação e em desempenho ambiental.

O meio ambiente é um tema considerado essencial para o Porto, tanto que ele será o primeiro do Brasil a ter um plano de descarbonização, através de uma parceria firmada com o Porto de Valência, na Espanha.

Todo esse trabalho rendeu mais uma excelente notícia para o Maranhão. No início de novembro, durante o lançamento do Novo PAC no estado, o ministro dos Portos e Aeroportos, Sílvio Costa, anunciou que o governo federal renovará a concessão do Porto do Itaqui, para o Maranhão, por mais 25 anos. 

Por tudo isso, e por tantas outras ações e conquistas, o ano de 2023 está sendo considerado o melhor da história do Porto do Itaqui. E, segundo o presidente Gilberto Lins, “essa é mais uma marca que buscaremos suplantar em 2024”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui