Prefeito Edivaldo Holanda entrega moradia social no Centro de São Luís e calçadão na Ponta d’Areia

0
211

Imóvel colonial abrigará famílias em situação de vulnerabilidade integra a política de habitação popular 

O prefeito Edivaldo Holanda Junior segue em um ritmo acelerado de entrega de obras pela cidade e nesta quinta-feira (24), véspera de Natal, entregou as obras de restauração de um imóvel colonial na Rua da Palma, Centro Histórico, para uso como habitação social. A ação beneficiará 14 famílias que vivem em situação de vulnerabilidade. Com isso, o prefeito Edivaldo amplia as políticas de sua gestão que têm garantido moradias dignas para milhares de famílias da cidade.

Desde 2013, mais de 80 mil pessoas foram contempladas com moradia digna em São Luís. A agenda do dia também incluiu a entrega de novos espaços de lazer como a requalificação urbana da Avenida São Marcos, na Ponta d’Areia, com a construção de um calçadão e deck com lunetas para observação da orla da cidade.

“Nesta reta final de nossa gestão, estamos intensificando a agenda de entregas de obras por toda a cidade que estão transformando para melhor a vida da nossa população. Vamos garantir moradia digna para famílias do Centro Histórico com a entrega de casarões para uso como habitação social. Estamos entregando hoje o casarão colonial da Rua da Palma e deixaremos com obras na etapa final outro casarão da Rua do Giz. As famílias que hoje vivem em situação de vulnerabilidade nesta região foram identificadas e cadastradas pela Prefeitura para que pudessem participar do sorteio para entrega das chaves”, destacou o prefeito Edivaldo que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda.

O vice-prefeito, Julio Pinheiro, destacou a transformação por que São Luís passou nos últimos oito anos. “Ao finalizar a gestão, o prefeito Edivaldo consolida um programa ousado de recuperação da infraestrutura da cidade, abrangendo bairros de todas as regiões e com investimentos em todas as áreas da administração municipal. É visível o quanto São Luís se desenvolveu nos últimos anos e, com isso, tem impacto positivo na vida da população”, disse.

Habitação social – Com as obras, o imóvel foi transformado em 14 unidades habitacionais, sendo duas adaptadas para pessoa com deficiência. Os apartamentos têm um, dois ou três quartos, além de sala, cozinha e banheiro. Para isso, foram feitos serviços de estabilização, construção e restauração, instalação de sistemas hidrossanitários, elétricos e de combate a incêndio, piso em cerâmica, forro em madeira, esquadrias em madeira, restauração dos gradis, escada em concreto e guarda corpo em inox, varanda com assoalho no pavimento superior e reforma do pátio interno.

O superintendente do IPHAN no Maranhão, Maurício Itapary, informou que a preservação do patrimônio histórico não se faz apenas com a restauração dos bens arquitetônicos. “É preciso garantir condições de ocupação destes espaços. Neste sentido, o IPHAN e a Prefeitura de São Luís têm uma parceria muito exitosa, que garante estes dois aspectos para a recuperação do patrimônio histórico da nossa cidade”, comentou.

As unidades habitacionais são destinadas a famílias do Centro Histórico de São Luís, pertencentes à área Desterro, Portinho e Praia Grande, inscritas no cadastro da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico.

“Já temos as famílias cadastradas e em breve será feito o sorteio das que morarão neste imóvel. Além da entrega dos apartamentos, a gestão do prefeito Edivaldo se preocupou em garantir o processo de adaptação para a nova moradia, incluindo reuniões de conscientização sobre a importância de preservação do patrimônio e a formação coletiva das regras de condomínio”, explicou o presidente da Fumph, Aquiles Andrade.

Segue em obras um casarão na Rua do Giz que também será destinado a habitações sociais. “A entrega deste casarão é um momento muito especial para todas as famílias que moram no Centro Histórico e aguardavam por esse benefício. Não é possível reabilitar esta região como espaço de convívio social sem prestar suporte a quem já mora aqui. Estamos recebendo o imóvel da Rua da Palma e em breve o da Rua do Giz também será entregue, beneficiando muito os moradores do entorno”, afirmou Luís Claudio Nogueira, presidente da União de Moradores do Centro Histórico.

Política de habitação – A política de habitação da gestão do prefeito Edivaldo já beneficiou mais de 80 mil pessoas. Desde 2013, foram entregues 17.000 mil apartamentos e casas às famílias com renda mensal de zero a 1.800 reais. Ainda estão em construção para serem entregues 3.762 imóveis.

Milhares de títulos de propriedade já foram entregues pela Prefeitura às famílias que não possuíam a escritura de seus imóveis. Mais de 700 famílias de palafitas foram remanejadas para programas habitacionais e também famílias em situação de rua. A Prefeitura também criou o cadastro de habitação de interesse social, para ajudar novas famílias que precisam a realizar o sonho de ter a sua casa própria.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação