Prefeitura ignorou recomendação do Iphan para não alterar fachada do Palácio La Ravardiere

1888

Modificação do prédio foi para comemorar aniversário

AQUILES EMIR

A Prefeitura de São Luís deverá ser multada por haver descaracterizado a fachada de sua sede, o Palácio La Ravardiere, localizado na Avenida Pedro II (Centro Histórico), com a colocação de painéis de metalon com alusão à azulejaria da cidade. De acordo com a Superintendência do Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), os arranjos foram colocados contrariando recomendação do órgão, que negou autorização porque descarcteriza radicalmente a estrutura original do imóvel.

De acordo com os esclarecimentos prestados a Maranhão Hoje, no dia 29 de agosto deste ano, a Secretaria Municipal de Cultura de São Luís (SECULT) solicitou autorização para a montagem de instalações provisórias  a fim de fazer uma decoração para a realização do evento comemorativo aos 410 anos de fundação da cidade.

A resposta do Instituto, porém, foi de​ desaprovação, já que os painéis decorativos descaracterizariam a fachada frontal do Palácio La Ravardière, porém no dia 02 de setembro, fiscais constataram que a Prefeitura de São Luís instalou os painéis em estruturas de metalon que ocultam os elementos de composição da fachada e descaracterizam o bem tombado, sem aprovação do IPHAN.

Após instauração do Processo de Fiscalização foi emitido, dia 06 de setembro, um Auto de Infração contra a Prefeitura, que ainda assim manteve os paineis, e por isto a administração municipal foi denuncia à Autoridade Julgadora do órgão.

“No momento, os agentes de fiscalização desta Superintendência do IPHAN/MA estão fazendo o cálculo dos danos, para subsidiar o preenchimento da Ficha de Avaliação. Tão logo concluído essa etapa, o documento será remetido a Autoridade Julgadora para continuidade no julgamento, e indicação do valor da multa ao Autuado”, diz a nota.

21 COMENTÁRIOS

  1. Se a Secretaria de Cultura informou que seria algo provisório com data de retirada, porque criar tantas confusões? Com certeza é para aparecer.Deviam buscar verbas até no exterior pra revitalizar locais ou prédios hoje abandonados.
    Outra opção útil. Conversar com a Prefeitura para transformar um ou dois prédios da Praça João Lisboa ou Largo do Carmo para uso como camelo drama organizado, com banheiros, lanchonetes e pequenos as lojas para alugar para os camelôs por uma taxa simbólica e os tirarem da rua grande, travessas, praça Deodiro e ao lado do Liceu.

  2. Consciência cívica e ARtistica é Fundamental para o brasil Começar a MUDAR, crucificar lusas, mulatas, indígenas, negras e supervalorizar carnavais e nudezes femininas e semi -nuas, desvalorizando as brasileiras e latinas, não ADIANTA, a Presidente do IPHAN deve Educamente Protestar

    • ridículo, vou te contar como o cara conseguiu ridicularizar uma obra de arte, descaracterizar um monumento que por si só, e lindo☠️‍♂️‍♂️

  3. Quem tem que pagar a multa é o prefeito e não a prefeitura! Alusão a azulejo? Não precisa, pois tem fachadas com azulejo a poucos metros! A cidade com lixo pra todo lado. Nunca esteve tão suja! Prefeito incapaz e inoperante!

  4. O IPHAN/MA deveria se preocupar com os prédios que estão se acabando no centro histórico da cidade, mais está preocupado com um prédio que quase todo ano é restaurado, por exemplo, Igreja Santo Antônio, Igreja Sant’Ana, e vários outros prédios que precisam serem restaurados. sem contar que foi o mesmo a descaracterizar a rua grande, tirando toda a originalidade do ambiente, largo do Carmo, praça Deodoro, ou seja, uns podem serem descaracterizados e outros não. hipocrisia IPHAN/MA.

    • A mais pura verdade! o Iphan com seus técnicos muito dedicados, na verdade dão uma grande contribuição a destruição do Patrimônio. Essa é a grande verdade.

    • Não acho hipocrisia , o prefeito tem q respeitar a lei , assim como não gostaria que outro órgão respeitasse também, tantas outras coisas pra se preocupar e investir o prefeito gastando recursos públicos sem necessidade .

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui