Primeiro dia das escolas de samba marcado pelo protesto da Turma do Quinto

90

Desfile conta com participação também de turmas de samba 

Foi realizado na noite ddeste omingo (19), na Passarela do Samba Chico Coimbra, no Anel Viário (Aterro do Bacanga), o primeiro desfile das escolas de samba de São Luís. Também desfilaram, as turmas de samba Fuzileiros da Fuzarca, Ritmistas do São José de Ribamar e o Blocão do Samba, abrindo a festa.

A festa foi marcada por um protesto da escola de samba Turma do Quinto, da Madre de Deus, que alegou falta de dinheiro para montar seu desfile.

A programação na Passarela do Samba teve início às 19h30 com a apresentação da Turma de Samba mais antiga de São Luís, Os Fuzileiros da Fuzarca, que está completando 87 anos. Em seguida, foi a vez do bloco Os Ritmistas de São José do Ribamar, que levou uma mistura de cores nas fantasias de seus 60 componentes.

Escolas de Samba – A primeira escola a se apresentar foi a Acadêmicos do Túnel do Sacavém. Com o samba-enredo Luiz Phelipe Andrés – O arquiteto de Sonhos, a escola homenageou o engenheiro, membro da Casa Antônio Lobo, da Academia Maranhense de Letras, que teve sua carreira dedicada ao Patrimônio Histórico de São Luís, permanecendo por 27 anos no cargo de coordenador do Programa de Revitalização do Centro Histórico da capital maranhense.  Com as cores verde, amarelo e vermelho, a escola brilhou na Passarela, levando para a avenida além da comissão de frente, dois carros alegóricos, um tripé, dois casais de mestre sala e porta-bandeira, nove alas e a bateria, com cerca de 1.500 componentes.

A Terrestres do Samba foi a segunda, com o enredo “O poder da criação vamos contar história de criadores e criaturas”. Fundada em 1958, a escola entrou nesse ano na Passarela, comissão de frente, 13 alas mais a bateria, dois carros alegóricos, um casal de mestre sala e porta bandeira e aproximadamente 1.100 componentes.

Logo em seguida, foi a vez da Marambaia, que trouxe como samba-enredo “Axé do Talabyan, a Marambaia canta pai Euclides”. Com as cores azul e amarelo predominantes, a escola fez um belíssimo desfile, levando para a avenida comissão de frente, cinco carros alegóricos, um tripé, um casal de mestre sala e porta bandeira, 15 alas e mais a bateria, além de 1.600 integrantes.

A Sociedade Recreativa Favela do Samba encerrou o primeiro dia de desfile.  Com o samba-enredo “Do renascer da Grécia antiga ao berço da cultura popular: o legado do artista chamado Dionísio”, a escola levantou e empolgou o público presente na Passarela do Samba, que vibrou e cantou do início ao fim do desfile. A escola levou para avenida, comissão de frente, dois casais de mestre sala e porta bandeira, quatro carros alegóricos, 14 alas e bateria.

Também estiveram prestigiando a primeira noite de desfile das escolas de samba, o governador do Maranhão, Carlos Brandão; o presidente da Câmara Municipal de São Luís, Paulo Victor; os secretários municipais de Desporto e Lazer, Romário Barros; de Turismo, Saulo Santos; de Saúde, Joel Nunes; o secretário extraordinário da Pessoa com Deficiência, Carlivan Braga; o adjunto de Cultura, Henrique Almeida; o presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social de São Luís,  Felipe Mussalém; além de vereadores e outras autoridades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui