Queda nas vendas de motos faz comércio de veículos retrair em 2018 comparado a 2017

0
1228

AQUILES EMIR

Com uma retração nas vendas de motos, o comércio de veículos no Maranhão registrou no acumulado dos onze meses deste ano uma queda de 0,11% na comparação com igual período de 2017. Os números foram divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), que registrou somente no mês de novembro uma queda de 8,18% no estado nas vendas dos veículos duas rodas na comparação com outubro.

Na capital, segundo a Fenabrave, foram vendidas em novembro, 466 motocicletas contra 523 de outubro, o que representa uma retração de 10,9%. São Luís registrou nos onze meses deste ano 5.354 unidades desses modelos, enquanto no acumulado de 2017 foram 5.921, ou seja, queda de 9,58%. Em todo o estado, foram 3.391 em novembro contra 3,693 de outubro, ou seja, -8,18%. Já no acumulado do ano, foram vendidas no Maranhão 40.893 contra 45.465 do acumulado de 2017.

De acordo com o diretor de uma revenda de motos, alguns fatores explicam esta retração, porém o mais importante é o alto índice de inadimplentes, principalmente aqueles que foram negativos no SPC e Serasa pela Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) por atraso no pagamento de IPVA, o que pode ser corrigido com a campanha que o Governo do Estado vem fazendo para parcelamento do débito com juro zero.

Para este empresário há, porém, um problema maior a ser resolvido: muitos dos inadimplentes estão nesta condição porque o débito é de veículos por eles vendidos há muitos anos e como não transferidos no Detran e os compradores não pagaram o imposto, estão com o nome sujo na praça.

“Muitos desses veículos nem existem mais ou o ex-proprietário não sabe nem por onde começar as buscas, portanto vai ser difícil limpar o nome e voltar ao mercado, a menos que o governo abra mão da cobrança para as situações mais embaraçosas”, diz ele.

Veja no quadro como foi o comportamento do mercado do Maranhão nos onze messes deste ano:

Desempenho – De acordo com a estatística da Fenabrave, no segmento de automóveis e comerciais leves as vendas no estado, no acumulado do ano, tiveram um crescimento de 15,62% na comparação com igual período de 2017. Da soma de 27.717 unidades vendidas este ano, os automóveis participaram com 22.493 e os comerciais leves com 5.224, enquanto no exercício anterior foram 19.445 automóveis e 4.668, totalizando 24.113.

Somente em São Luís, foram, este ano, 14.776 (13.021 automóveis e 1.755 comerciais leves), o que representa um aumento de 11,76% na comparação com 2017, quando foram comercializadas 13.444 unidades, 11.559 automóveis e 1.885 comerciais leves.

Na soma de todos os tipos de veículos, foram vendidos no estado, 71.769, este ano, contra 71.777 do ano passado, enquanto em São Luís foram 20.965 unidades comercializadas este ano contra 20.006 de 2017, ou seja, um aumento de 4,48%.

Na comparação de novembro (6.283) com outubro (6.959), as vendas totais de veículos no estado caíram 9,71%, sendo que na capital  esta queda foi de 9,10%, com 1.959 unidades em novembro contra 2.155 em outubro.

Veja no quadro como foi o comportamento do mercado de  São Luís nos onze messes deste ano:

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação