Rádio Timbira passa a ser a FM 95,5 MHz a partir desta terça-feira

24

Emissora oficial do Estado foi criada há 83 anos

Depois de 83 anos em Amplitude Modulada (AM), a Rádio Timbira passa, a partir desta terça-feira (09), a transmitir em Frequência Modulada (FM), e ocupará a faixa 95,5MHz, atendendo determinação do Ministério das Comunicações, de acordo com o Decreto Federal nº 8.139/13. O slogan da Timbira FM é “A mais antiga, agora, é a mais nova de todas”.

Para o secretário de Estado da Comunicação (Secom), Sérgio Macedo, a migração para a FM é mais um passo à frente rumo à modernidade, honrando a trajetória histórica da rádio estadual e beneficiando a sociedade, assim como os fazedores de cultura.

“Trata-se de mais um avanço na modernização desta emblemática instituição. Isso reflete o compromisso da Timbira FM em se manter relevante em um mundo em constante transformação, e uma oportunidade única de dar voz aos artistas maranhenses. Desde sua fundação, ela tem sido uma voz vital para o povo maranhense. E agora, com essa migração para a FM, estamos preparados para alcançar novos horizontes e continuar a cumprir nossa missão de informar, educar e entreter”, assegurou o titular da Secom.

A diretora-geral da Timbira FM e secretária Adjunta de Radiodifusão, Maria Spíndola, explica:

“Este momento é mais um avanço na modernização da Rádio Timbira, na administração do governador Carlos Brandão, colocada em prática pela gestão do secretário de Estado de Comunicação, Sérgio Macedo. É isso. A mais antiga, agora, é a mais nova de todas”, frisou.

O diretor de jornalismo da agora Timbira FM, Zema Ribeiro, fala que entre as mudanças está um maior tempo de programação musical, buscando valorizar, inclusive, os artistas e produções locais.

“A produção musical brasileira e, particularmente, maranhense, tem muita qualidade, e a música feita hoje em dia não é diferente. Há artistas muito interessantes que precisam de espaço para mostrar seus trabalhos, já que emissoras meramente comerciais e algoritmos de plataformas não nos permitem conhecer quem realmente vale a pena. A Timbira vai ser este espaço”, pontuou Zema.

O diretor de Programação da Timbira, Robson Jr, explica que, de agora em diante, o planejamento da rádio será executado em duas vertentes, sendo uma que ocorre desde a construção coletiva, envolvendo técnicos, jornalistas, publicitários, programadores e artistas; e a outra levando em conta a trajetória histórica da emissora que, apesar das mudanças, tem continuidade.

“Agora, iniciando esta jornada em FM, me sinto renovado, com a energia e curiosidade dos iniciantes. Cabe a cada um a missão de levar os barcos da comunicação ao caminho de um admirável mundo novo, tecnológico. Sim, estamos na ‘idade mídia’, afinal”, disse Robson Jr.

História da Timbira – A Rádio Timbira é a primeira rádio do Maranhão. Ocupa espaço de rádio pública maranhense, administrada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom). 

A emissora surgiu durante os tempos do Estado Novo, quando o presidente da República era Getúlio Vargas, e enviou para o Estado o interventor Paulo Ramos. Um detalhe é que Paulo Ramos, nascido em Caxias, foi o primeiro governador negro do Maranhão.

A montagem começou em 1940 e a inauguração aconteceu no dia 15 de agosto de 1941, às 21h, com o pronunciamento de Paulo Ramos e transmissão para mais de 60 municípios do estado. Foi chamada, inicialmente, de Rádio Difusora. Recebeu o nome Timbira em 1944, quando os Diários Associados assinaram contrato de comodato com o Governo do Estado. Na época, todas as emissoras pertencentes à cadeia de associados (rádios, jornais e TVs) recebiam o nome de grupos indígenas que historicamente habitaram regiões onde se localizavam as emissoras.

A Rádio Timbira passou por grandes momentos, com elenco e locutores experimentados, além de estrutura com vários departamentos para atender às necessidades dos ouvintes. Em setores e momentos distintos, passaram pelas fileiras da emissora nomes como o compositor Antônio Vieira (1920-2009) e o poeta Ferreira Gullar (1930-2016), que cita a Timbira no reconhecido “Poema Sujo” (1976).

Zema Ribeiro, Maria Espíndola e Robson Júnior

Desde 2017, a emissora ganhou novas atrações, mais conectividade com o ouvinte e maior atuação nas redes sociais, com transmissões ao vivo no site da rádio, no YouTube e em aplicativos disponíveis para iOS e Android. Dia 09 de abril marca a estreia da emissora como FM 95,5MHz.

Nova programação

Segunda a sexta:

07h – Timbira News (Com Danielle Kline e Edvaldo Oliveira);
09h – Cafeína 95 (Com Aécio Macchi e Amanda Couto);
10h30 – Música sem Parar (Locoperação*);
11h30 – Jornal Central (Agência Central de Notícias);
12h – Timbira a la Carte (Com Robson Jr.);
13h – Giro Esportivo (Com Heraldo Moreira);
13h30 – Faixa de Podcast (Com apresentadores diversos);
14h – Timbira News – 2ª Edição (Com Ana Guimarães);
15h – Timbira Cult (Com Gisa Franco);
16h – Timbira Roots (Com Mônica Moreira Lima);
18h – Jogo Rápido (Com Roberto Ramos );
19h – Voz do Brasil (EBC);
20h – Giro Nordeste (Com Gisa Franco e Robson Jr);
20h15 – Timbira: Música e Informação (Locoperação*).

Sábado:

07h – Saudade é pra quem ama (Com Frank Matos);
09h – Pedra de Cantaria (Com Antônio Carlos Tote);
10h30 – História em Debate (Com Marcus Saldanha);
12h – Samba na Mangueira(Com Maria Spíndola);
14h – Balaio Cultural (Com Gisa Franco e Zema Ribeiro);
16h – Reggae Praia (Com Cássio Maluvem e Maurício Capella);
18h – Frequência Mulher (MA Para Elas) (Com Carol Costa);
19h – Timbira: Música e Informação (Com Locoperação*).

Domingo:

07h – Alvorada (Com Vanessa Serra);
09h – Chorinhos e Chorões (Com  Ricarte Almeida Santos);
10h – Coisa Nossa (Com José Raimundo Rodrigues);
12h – Reggae Praia (Com Cássio Maluvem e Maurício Capella);
14h – Baião De Dois (Educadora Fm (BA));
15h – Forró Para Todos (Com Educadora Fm (BA);
16h – Tá Nas Redes, Tá No Ar (Com Roberta Gomes);
16h30 – Jornada Esportiva (Com Núcleo de Esportes);
19h – Direito no Ar/TCE em Pauta (Com Heraldo Moreira/Ascom TCE);
19h30 – Timbira: Música e Informação ( Com Locoperação*).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui