Raimundo Cutrim pede investigação contra ex-gestores de São João do Caru

0
617

O deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) defendeu, na sessão desta segunda-feira (19), o retorno ao cargo do prefeito de São João do Caru, Francisco Vieira Alves, conhecido como Xixico (PTC), afastado do cargo pela Justiça. O parlamentar denunciou que 11 vereadores e os ex-prefeitos do município, Ednaldo Prado do Nascimento (PSDB), Jadson Lobo Rodrigues (PSD) e Alison Luiz Camporez, o Bidu (PDT), estariam controlando nomeações e finanças.

Francisco Vieira foi afastado do cargo por supostos atos de improbidade administrativa, como excesso de contratados, que levou à inadimplência no pagamento dos salários e ao não recolhimento da contribuição previdenciária ao INSS.

Cutrim alegou que as supostas irregularidades seriam um desdobramento das gestões anteriores. “Cada vereador tinha entre 30, 50 cargos comissionados e, evidentemente, os ex-prefeitos levavam a relação para o secretário. Quando Francisco Vieira tomou pé da situação, já estava ultrapassando a Lei de Responsabilidade Fiscal. Ele, imediatamente, procedeu as exonerações, pois ultrapassava o teto máximo, que é 60%”, disse.

O parlamentar pediu que o Ministério Público instaure um procedimento urgente para apurar todos os fatos. E solicitou que a Justiça reveja o afastamento, porque o prefeito Xixico já teria pago os salários atrasados e iniciado o pagamento da renegociação com o INSS.

Explicou que os vereadores ficaram contra o prefeito depois que ele decidiu cortar as nomeações feitas por secretários, para atender o grupo em questão. As nomeações estariam comprometendo os limites de gastos com pessoal.

Segundo o parlamentar, os ex-prefeitos também deixaram de investir recursos públicos e não foram punidos. “O Ministério Público deve investigar, tomar conhecimento dos fatos e a Polícia Civil, instaurar um procedimento de investigação”, denunciou.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação