Representante da Nicarágua não estará na posse de Jair Bolsonaro

0
681
O futuro ministro do MRE, Ernesto Araújo, na cerimônia de diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no TSE.

O futuro ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, publicou neste domingo (23) no Twitter que nenhum representante do governo da Nicarágua participará do evento da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro, que ocorrerá no dia 1º de janeiro de 2019.

“A posse do PR [presidente] Bolsonaro marcará o início de um governo com postura firme e clara na defesa da liberdade. Com esse propósito e frente às violações do regime Ortega contra a liberdade do povo da Nicarágua, nenhum representante desse regime será recebido no evento do dia 1°”, escreveu o futuro chanceler na rede social.

Desde 18 de abril, a Nicarágua vive com constantes protestos contra o governo do presidente Daniel Ortega. Os manifestantes defendem sua renúncia, reclamam das privações de liberdade, das perseguições, da repressão e da violência. A Igreja Católica buscou intermediar um acordo, mas o esforço foi interrompido por uma divergência com Ortega.

Na semana passada, as autoridades da Nicarágua determinaram a saída imediata de todas organizações independentes que investigam as denúncias de violência, repressão, falta de liberdade, prisões políticas, assassinatos e desaparecimento de pessoas, incluindo entidades ligadas à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e à Organização dos Estados Americanos (OEA).

(Agência Brasil)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação