Rio Anil cria espaço para comercialização de produtos típicos da temporada junina

0
125

Medida visa a diminuir impactos pela suspensão de arraiais

Pelo segundo ano consecutivo, o Maranhão, que reúne mais de 300 grupos de Bumba meu boi em diversos sotaques, não terá festividades juninas presenciais,  por conta das medidas para contenção da pandemia de coronavírus. Sem os arraiais, ficam prejudicados  os grupos folclóricos e quem vive da confecções das roupas e indumentárias que muitos tiram o seu sustento.

Para minimizar os impactos na vida de quem vive do São João, o Rio Anil Shopping buscou alternativas para incentivar o trabalho dos grupos de boi tradicionais de São Luís. Durante todos os sábados e domingos de junho, o  “Batalhão do bem” vai dar espaço e visibilidade para esses artistas.

Os artistas ganharam a praça principal de eventos do shopping para realizar a venda de produtos de alguns grupos de bumba meu boi, como chapéus, camisas e outros artigos temáticos. A ideia surgiu com objetivo de amparar esses artistas diante de um cenário como esse.

Os grupos confirmados são: Maioba, Brilho da Ilha, Encanto do Olho D’Água e Boi de Maracanã. Os espaços decorativos e o Batalhão do Bem estão disponíveis durante todos os dias da semana, no horário de funcionamento do shopping.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação